NiTfm live

Música

Spotify vai ter programas em vídeo e mais podcasts

A plataforma quer expandir-se além da música e competir com a Apple ou o YouTube.

A plataforma tem 70 milhões de utilizadores premium.

São oito meios digitais, incluindo a Refinery29 e o BuzzFeed, que vão produzir conteúdos jornalísticos para a nova aposta do Spotify — o Spotlight.

Esta expansão da plataforma só vai estar disponível, para já, nos EUA, diz a “Bloomberg”. Vão ser programas em vídeo que poderão não ter nada a ver com música: cultura pop, desporto ou política serão alguns dos principais temas.

Isto significa que a empresa sueca se está a expandir além do stream de música e se quer tornar algo diferente e maior. Vai ter como rivais a Apple, o YouTube e as rádios — já que, apesar de já existirem, vão ser criados mais podcasts no Spotify.

“Eu sei que as pessoas vão ao Spotify primeiro para ouvir [música], mas estamos a começar a criar algo novo”, disse à “Bloomberg” Courtney Holt, o responsável da plataforma pelos conteúdos de vídeo, que agora vai criar o Spotlight.

O objetivo será a empresa ir atrás dos milhões de euros que as rádios recebem por ano por causa da publicidade. Apesar de ter revertido, em parte, a queda da indústria da música, o Spotify ainda não conseguiu apresentar lucros, apesar dos 70 milhões de utilizadores premium, com subscrição paga.