NiTfm live

Música

Metropolis Club, em Lisboa, vai fechar para ser construído um hotel

Foi o próprio espaço que fez o anúncio nas redes sociais. A despedida acontece já a 1 de fevereiro.
Concert crowd - picture with a lof of people dancing i a concert, night club with raised their hands up! Amazing colours!

“Mais uma vez, Lisboa fica mais pobre.” É assim que começa o texto publicado na página de Facebook do Metropolis Club, bar e pequena discoteca lisboeta fundado há 12 anos — e que até aqui ocupava um espaço no piso de baixo do centro comercial Imaviz, na zona de Picoas. Dentro de poucos dias o clube vai fechar.

“É com profundo pesar que anunciamos que o edifício do espaço onde todos os fins de semana nos encontramos para celebrar a vida, o Metropolis Club, foi adquirido por uma multinacional hoteleira e que no dia 1 de fevereiro um sonho já com 12 anos termina”, escreveu a gerência, numa publicação que já tem mais de 350 comentários.

Explicam ainda que não vão conseguir ficar por lá durante mais tempo. “Sem mais demandas a entidade responsável pela aquisição exige a nossa saída sem direito a um tempo plausível para uma despedida condigna.”

O Metropolis Club acrescenta: “Queremos agradecer a todos os que ao longo destes 12 anos viveram e partilharam este sonho connosco. Nunca desistiremos e esperamos que nunca desistam. Convidamos todos os nossos amigos que venham visitar o mítico espaço durante as restantes festas do mês e em especial na noite de despedida dia 1 de fevereiro, vamos fazer uma festa inesquecível!”

Esta sexta-feira, 24 de janeiro, sábado, dia 25, a sexta-feira seguinte, dia 31, e o sábado de 1 de fevereiro são as últimas oportunidades para visitar o Metropolis Club até ao encerramento. O espaço é dedicado à música rock e pop, sobretudo dos anos 80 e 90.

A gerência deixa ainda nas entrelinhas que poderá ser continuar o projeto noutro local. “Manter-vos-emos ao corrente de todas as evoluções relativas ao futuro do Metropolis Club e desta nossa fraterna viagem que convosco partilhamos e que terá de continuar.”