Música

Lisboa na Rua vai animar setembro com uma programação totalmente gratuita

Sempre ao ar livre e sem pagar nada: é assim que vai entrar no outono.

O Lisboa na Rua vai invadir jardins, praças e parques. (Foto: José Frade)

Setembro é um mês de recomeços e regressos. Ao mesmo tempo, é o mês em que nos despedimos do verão e aceitamos os casacos e as mangas compridas do outono. A edição de 2017 do Lisboa na Rua volta a trazer uma programação diversificada, totalmente gratuita e sempre ao ar livre: para que seja mais fácil esquecer a praia e os pés na areia.

Dentro do extenso calendário, que se prolonga por todo o mês de setembro, destaque para um concerto que poderia estar facilmente numa qualquer sala de espetáculos do mundo; em vez disso, está no Vale do Silêncio, nos Olivais. A Orquestra Gulbenkian e os Coros Gulbenkian e Infantil do Instituto Gregoriano de Lisboa vão interpretar a cantata “Carmina Burana”, de Carl Orff. O concerto acontece a 9 de setembro, às 21h30.

Ao longo do mês, pode participar em aulas de dança todos os fins-de-semana – desde lindy hop e flamenco até kizomba e forró. Outro dos pontos altos é a comemoração dos vinte anos da Orquestra Jazz de Matosinhos, uma das mais emblemáticas do país. Pode assistir ao concerto, que tem Manuela Azevedo (Clã) como convidada, no Largo da Ajuda, a 23 de setembro.

A aposta na música nacional é evidente, com concertos de Samuel Úria, Cuca Roseta e Hélder Moutinho a integrarem o programa.

O Lisboa na Rua estreia-se já esta sexta-feira, dia 1, com um espetáculo da Orquestra de Jazz do Hot Club de Portugal, nos Jardins do Campo Grande, às 19h.