Música

Lisboa na Rua vai animar setembro com uma programação totalmente gratuita

Sempre ao ar livre e sem pagar nada: é assim que vai entrar no outono.

O Lisboa na Rua vai invadir jardins, praças e parques. (Foto: José Frade)

Setembro é um mês de recomeços e regressos. Ao mesmo tempo, é o mês em que nos despedimos do verão e aceitamos os casacos e as mangas compridas do outono. A edição de 2017 do Lisboa na Rua volta a trazer uma programação diversificada, totalmente gratuita e sempre ao ar livre: para que seja mais fácil esquecer a praia e os pés na areia.

Dentro do extenso calendário, que se prolonga por todo o mês de setembro, destaque para um concerto que poderia estar facilmente numa qualquer sala de espetáculos do mundo; em vez disso, está no Vale do Silêncio, nos Olivais. A Orquestra Gulbenkian e os Coros Gulbenkian e Infantil do Instituto Gregoriano de Lisboa vão interpretar a cantata “Carmina Burana”, de Carl Orff. O concerto acontece a 9 de setembro, às 21h30.

Ao longo do mês, pode participar em aulas de dança todos os fins-de-semana – desde lindy hop e flamenco até kizomba e forró. Outro dos pontos altos é a comemoração dos vinte anos da Orquestra Jazz de Matosinhos, uma das mais emblemáticas do país. Pode assistir ao concerto, que tem Manuela Azevedo (Clã) como convidada, no Largo da Ajuda, a 23 de setembro.

A aposta na música nacional é evidente, com concertos de Samuel Úria, Cuca Roseta e Hélder Moutinho a integrarem o programa.

O Lisboa na Rua estreia-se já esta sexta-feira, dia 1, com um espetáculo da Orquestra de Jazz do Hot Club de Portugal, nos Jardins do Campo Grande, às 19h.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo