Música

EDP Cool Jazz arranca a sério esta quarta-feira — saiba como chegar, o que comer e que concertos ver

David Byrne e Sara Tavares tocam no Parque Marechal Carmona e Hipódromo Manuel Possolo esta semana.

David Byrne está a apresentar o novo álbum a solo.

Depois de alguns domingos de festa na Casa das Histórias — Paula Rego, o EDP Cool Jazz arranca à séria esta quarta-feira, 11 de julho, com concertos no Parque Marechal Carmona e Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais.

O festival regressa à vila onde nasceu, há 15 anos, depois de várias edições em Oeiras. A primeira edição aconteceu na Cidadela de Cascais e o evento foi crescendo de dimensão e importância ao longo dos anos.

Esta quarta-feira o grande cabeça de cartaz é David Byrne, ex-músico dos Talking Heads que vem apresentar o seu disco a solo “American Utopia”, lançado em março. No mesmo dia atua Sara Tavares, que irá tocar, entre outros, os temas do último álbum, “Fitxadu”, e Jéssica Pina.

Este ano, o EDP Cool Jazz terá ainda um concerto de Van Morrison — tem mais de 50 anos de carreira e vai estar nos 15 anos de EDP Cool Jazz a apresentar o seu mais recente trabalho, “Versatile”. É o 38.º disco do músico.

Quem também regressa a Portugal, depois de no ano terem atuado em Paredes de Coura, são os BadBadNotGood. O quarteto canadiano composto por Matthew Tavares, Chester Hansen, Alex Sowinski e Leland Whitty lançou em 2016 o álbum “IV”.

Os BadBadNotGood têm conquistado um público fora do jazz tradicional ao colaborarem com músicos de hip hop como Kendrick Lamar, Ghostface Killah, Danny Brown ou Tyler, The Creator — além de cantores como Frank Ocean ou Sam Herring, dos Future Islands.

Outro dos cabeças de cartaz é Norah Jones. A cantora americana de 38 anos vai atuar a 31 de julho no Hipódromo Manuel Possolo. Estará a apresentar os temas do novo álbum, “Day Breaks”, editado em 2016. O concerto será em formato de trio:vai estar acompanhada por Brian Blade na bateria e Chris Thomas no baixo.

O EDP Cool Jazz recebe ainda Gregory Porter, Jessie Ware, Jordan Rakei, Benjamin, Dead Combo, Elas e o Jazz e um dia com uma curadoria especial de Salvador Sobral. Além de atuar, o cantor português convidou Toty Sa Med e Elmano Coelho para darem concertos. Consulte o programa completo.

As atuações dividem-se entre o Parque Marechal Carmona — cuidado com os pavões e as galinhas que habitam o espaço público — e o maior palco do recinto, o Hipódromo Manuel Possolo, que também inclui bancadas com lugares sentados. De qualquer forma, o cenário será sempre verde.

Para chegar ao recinto, pode aproveitar um desconto especial de comboio ou fazer uma reserva num parque de estacionamento. Existem alguns parques com estacionamento gratuito, que incluem uma ida de autocarro para o recinto. Consulte as melhores opções segundo a organização do festival.

Para comer — porque a ideia, claro, não é ver concertos de jazz, blues ou soul de barriga vazia — prove as especialidades da Hamburgueria do Bairro, os gelados da Santini, os pratos da Pregos e Bifana no Caco, os wraps da Wrepe Van, as tapiocas da Beiju, as sobremesas da Nut’Ready ou os tremoços da 3Mosso.

Todos os dias de EDP Cool Jazz têm bilhetes a preços diferentes. Podem ir entre os 20€ e os 75€. Pode comprá-los online.