NiTfm live

Música

Bruno Mars domina os Grammys com sete prémios

O músico teve o Melhor Álbum e a Canção do Ano. Já Kendrick Lamar levou cinco troféus para casa.

Foi Bruno Mars o maior vencedor da edição de 2018 dos Grammys, cuja cerimónia aconteceu na madrugada desta segunda-feira, 29 de janeiro, no Madison Square Garden, em Nova Iorque, nos EUA.

O músico americano, que atua no próximo Rock in Rio Lisboa, tem o Melhor Álbum do Ano ou o Record e Song of the Year (Canções do Ano) nos maiores prémios mundiais da indústria musical.

Os Grammys distinguem as categorias Record of the Year, que vai para o artista, mas também o produtor e engenheiro de som; e Song of the Year, em que o premiado é apenas o compositor e autor da faixa (que muitas vezes nem sequer é o músico intérprete).

No discurso depois de receber o último prémio, relembrou como começou por entreter turistas no Hawaii com a sua música e homenageou os compositores e produtores Babyface, Jimmy Jam, Terry Lewis e Teddy Riley.

Kendrick Lamar foi o senhor que se seguiu, com cinco Grammys, incluindo Melhor Álbum de Rap e Melhor Videoclip. Já Jay-Z — o mais nomeado, a concorrer em oito categorias — voltou para casa sem qualquer prémio.

Alessia Cara foi a única mulher da noite a levar um Grammy a solo para casa, o prémio de Artista Revelação. Lorde era a única nomeada para Melhor Álbum mas perdeu para o rapaz do costume, Bruno Mars. Dos 84 Grammy, apenas 11 foram atribuídos a mulheres.

Durante a cerimónia, que teve vários discursos com referências às políticas de Donald Trump ou ao movimento #MeToo (contra o assédio sexual em Hollywood), houve atuações de Rihanna, Kesha, Lady Gaga, Cardi B ou SZA, entre vários outros. Conheça os vencedores das principais categorias (ou a lista completa no site oficial dos prémios).

Canção do Ano (Record of the Year)

“24K Magic”, Bruno Mars

Álbum do Ano

“24K Magic”, Bruno Mars

Música do ano (Song of the Year)

“That’s What I Like”, Bruno Mars

Artista Revelação

Alessia Cara

Melhor interpretação de pop a solo

“Shape Of You”, Ed Sheeran

Melhor interpretação de grupo de pop

“Feel It Still”, Portugal. The Man

Melhor Álbum Pop

“÷ (Divide)”, Ed Sheeran

Melhor Interpretação de Rock

“You Want It Darker”, Leonard Cohen