NiTfm live

Música

Branko e companhia fazem duas festas épicas no Porto

O Hard Club e o Maus Hábitos recebem dez horas de celebração com a Enchufada.

Branko atua no Hard Club.

Não há dúvidas de que a Enchufada, editora liderada por Branko, está intrinsecamente ligada a Lisboa e à multiculturalidade dos seus subúrbios. Apesar disso, a ideia sempre foi estabelecer pontes com culturas exóticas e absorver elementos delas — como sempre fizeram os Buraka Som Sistema, o grupo mais mediático a sair da editora. Daí que se fale no género musical eletrónica global.

Sempre houve um esforço em aproximar o Porto a estas sonoridades africanas e tropicais típicas dos músicos da editora que naturalmente existem mais em Lisboa, por causa das (maiores) comunidades imigrantes, e no final deste mês, a 27 de outubro, há uma nova invasão da Enchufada à cidade.

É a Enchufada Na Zona, nome usado para várias coisas organizadas pela editora, que desta vez se mistura com a habitual residência No Maus — que acontece habitualmente no espaço Maus Hábitos.

Serão dez horas de festa repartidas entre o Hard Club e o Maus Hábitos. Tudo começa pelas 20h30 no Hard Club, com atuações ao vivo de Branko, Dino D’Santiago (que tem o novo álbum “Mundu Nôbu”) e iZem, além dos DJ sets de Pedro, Progressivu e Rastronaut.

Já no Maus Hábitos, onde a festa arranca pela uma hora da manhã (e se prolonga até às seis), vai haver atuações dos mesmos três DJ e de Pedro Mafama e Buruntuma.

Há já bastante tempo que queríamos estender ao Porto esta ideia de residência, de conectar esta nossa visão musical com o público da cidade”, explica Branko à NiT sobre a residência que têm no Porto. “O Maus Hábitos foi super recetivo à ideia e quando estas vontades todas coincidem não há como não passar à ação.”

E acrescenta: “Queremos tanto superar as expetativas normais de quem já nos segue na nossa residência habitual, como apresentar a editora a quem ainda não nos conhece, até porque eventualmente poderiam não ter vontade em esperar pelas quatro da manhã no Maus Hábitos para ver um set do Branko. Decidimos dar prioridade ao formato live na primeira parte do evento a acontecer no Hard Club e aos DJ sets na segunda parte, onde esta Enchufada Na Zona se funde com a habitual Enchufada No Maus.”

Os bilhetes estão disponíveis online e custam 10€ para quem quiser ir dançar aos dois clubes. Quem preferir ir só ao Hard Club, paga apenas 7,50€ — sendo que no dia, na porta, o preço sobe para 10€.