NiTfm live

Música

Peste & Sida dão concerto no Cais do Sodré (para apresentar um novo álbum)

A banda está a celebrar o lançamento de um disco ao vivo com mais uma atuação.

Oiça "Sol da Caparica" ou "Alerta Geral".

Nada faz mais sentido do que assinalar o lançamento de um álbum ao vivo como dar um concerto. É isso mesmo que os Peste & Sida vão fazer a 26 de outubro no Titanic Sur Mer, no Cais do Sodré, em Lisboa — a sala que tanto recebe sessões de poesia como raves de techno.

Contudo, foi noutra sala que este disco foi gravado — no RCA, em Alvalade, também em Lisboa, bairro que faz parte da história deste e de outros grupos portugueses de punk.

A atuação esgotada aconteceu a 6 de novembro de 2015 e serviu como forma de celebrar outros lançamentos: as reedições dos primeiros álbuns da banda que é hoje composta por João San Payo, João Alves e Sandro Oliveira, além de contarem com Ricardo Barriga nos concertos.

Os fãs puderam ouvir temas de “Veneno” (1987), “Portem-se Bem!” (1989) e “Peste & Sida é que é!” (1990), além de outras faixas criadas ao longo dos anos. Participaram neste disco ao vivo — e, por isso, concerto — convidados especiais como João Pedro Almendra, que foi vocalista do grupo, Fernando Raposo, Marco Franco, Emanuel Ramalho, Zé Vilão ou Suzie Peterson, entre vários outros. Havia duas baterias montadas em palco.

O mais curioso de tudo é que, apesar de este disco ser há muito desejado, não foi planeado pelos membros da banda. Foi um conluio entre o manager Jonny Simbiose e o técnico de som Bruno Antunes, que fizeram a gravação sem ninguém saber — o que torna tudo muito mais genuíno. Para acompanhar, há fotografias de Rui Canto, que costuma acompanhar a banda em digressão.

“Sol da Caparica”, “Alerta Geral”, “Gingão”, “Bule Bule”, “Reggaesida” ou “Vamos ao Trabalho” são algumas das várias canções que se podem ouvir no disco — e que, provavelmente, serão novamente interpretadas a 26 de outubro.

O concerto no Titanic Sur Mer está marcado para as 23 horas mas as portas abrem uma hora antes, para quem quiser desfrutar do espaço que está junto do rio Tejo ou guardar o melhor lugar. Os bilhetes custam 8€. Se também quiser levar o CD para casa, são 20€.