NiTfm live

Livros

Porto recebe exposição para celebrar os 100 anos de Sophia de Mello Breyner Andresen

Além disso, o jardim botânico vai mudar de nome em homenagem à escritora.
A escritora nasceu no Porto em 1919.

Filha de portugueses mas com um avô dinamarquês, Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto a 6 de novembro de 1919. Este ano celebram-se os seus 100 anos — mesmo que aquela que viria a tornar-se uma das mais importantes poetisas e escritoras portuguesas de sempre tenha morrido em 2004, aos 84 anos.

A cidade do Porto vai receber uma exposição para assinalar o aniversário redondo. A inauguração de “Pour ma Sophie” está marcada para esta quinta-feira, 24 de janeiro, pelas 18h30. Está patente na Galeria da Biodiversidade, que faz parte do Jardim Botânico do Porto. 

O jardim botânico serviu de inspiração para vários dos seus contos e poemas. Antes tinha sido a Quinta do Campo Alegre, propriedade da família Andresen.

“Pour ma Sophie” tem 300 livros da biblioteca pessoal de Sophia de Mello Breyner Andresen, com várias dedicatórias de outros escritores, além de esboços, cartas, traduções e manuscritos inéditos de textos seus, fotografados por Oxana Ianin. A entrada é livre.

Foi um dos seus netos, Martim Sousa Tavares, que encontrou todo este material nos últimos três anos. Ele é o curador da exposição.

“A biblioteca da minha avó encontrava-se dividida entre dois lugares: na casa da Meia Praia em Lagos e o resto guardado em Lisboa. Foi durante as férias de verão que me interessei pela primeira vez por esses livros e comecei a constatar que muitos deles estavam assinados, alguns contendo mesmo dedicatórias belíssimas, e aqui começou a nascer a ideia de fazer algo com eles”, disse ao portal de notícias da Universidade do Porto.

José Saramago, Miguel Torga, Jorge de Sena ou Herberto Helder são alguns dos autores que lhe escreveram dedicatórias. A exposição pode ser visitada todos os dias até 22 de fevereiro, entre as 10 e as 18 horas.