NiTfm live

Livros

6 curiosidades impressionantes que são ótimos desbloqueadores de conversa

Há um novo livro no mercado que se chama precisamente “O Livro dos Curiosos”. Reúne factos engraçados sobre várias áreas.
Há uma curiosidade sobre George R. R. Martin neste livro.

Se está a precisar de ideias para um presente de Natal — faltam menos de 20 dias para a noite mais esperada do ano para muitas famílias — a NiT ajuda e dá-lhe uma sugestão. Chama-se “O Livro dos Curiosos” e, tal como o título indica, reúne várias curiosidades engraçadas sobre diferentes temas.

Foi lançado no final de novembro e é uma edição da Contraponto Editores. Tem 344 páginas e está à venda por 17,70€. Cultura, Desporto, Geografia, Política, Sociedade ou Economia são apenas algumas das categorias em que se divide o livro.

A NiT reuniu algumas das melhores curiosidades para servirem de exemplo.

Sabia que George R. R. Martin foi o primeiro a comprar bilhete para uma Comic Con?

“O escritor americano George R. R. Martin, autor da famosa saga ‘As Crónicas de Gelo e Fogo’, mais conhecidas por ‘A Guerra dos Tronos’, tem no seu currículo um feito curioso. Em 1964, quando tinha apenas 15 anos, foi a primeira pessoa a comprar bilhete para a primeira Comic Con de sempre, que teve lugar em Nova Iorque, nos EUA. Essa Comic Con, à qual assistiram cerca de 100 pessoas, teve como artistas convidados, entre outros, Steve Ditko, ilustrador que com Stan Lee criara o Homem-Aranha em 1962.”

Sabia que os extraterrestres invadiram Braga?

“Orson Wells deixou várias regiões americanas em polvorosa quando, em 1938, encenou uma representação na rádio da obra de H. G. Wells ‘A Guerra dos Mundos’. Levando a peça a sério, muita gente entrou em pânico, pensando estar em curso uma invasão extraterrestre. A uma escala diferente, passou-se exatamente o mesmo em Braga, a 30 de outubro de 1988.

Uma rádio local, a Rádio Braga, decidiu evocar os 50 anos da emissão de Orson Wells encenando uma invasão extraterrestre em Cabanelas, relatando o sucedido como se se tratasse de uma peça jornalística.

Houve quem não se apercebesse de que se tratava de uma brincadeira, entrando em pânico e fugindo. O facto de ao mesmo tempo estar a decorrer em Braga um simulacro da Cruz Vermelha potenciou a confusão. Houve quem não gostasse da brincadeira e fosse pedir explicações à Rádio Braga, o que levou à mobilização da polícia para o local.”

Sabia que o Alasca custou 7,2 milhões de dólares?

“Estados Unidos da América e Rússia acordaram em 1867 que os primeiros deveriam pagar 7,2 milhões de dólares aos segundos pelo Alasca. Na altura em que o secretário de estado americano, William H. Seward, acordou esta quantia, houve quem discordasse por se pagar tanto por um ‘frigorífico’ ou por um ‘jardim para ursos polares’.

Seward desejava imenso acrescentar um novo território aos EUA e o inóspito Alasca veio a revelar-se uma boa fonte de rendimentos, pois ainda no final do século XIX foram lá descobertos bons filões de ouro. Finda a corrida ao ouro, hoje em dia é o petróleo a maior riqueza do Alasca, que se tornou o 49.º estado da nação apenas em 1959.

Tem quase 350 páginas.

À Rússia, apesar do interesse inicial nos recursos naturais da região, faltavam meios para a explorar devidamente, situação que se agravou após a Guerra da Crimeia. Daí ter proposto a venda aos EUA.”

Sabia que já há drones desde a Primeira Guerra Mundial?

“Os antepassados dos modernos drones surgiram já há mais de 100 anos, na Primeira Guerra Mundial, lançados por catapultas ou controlados via rádio. Já em 1935, os ingleses fabricaram uma série de aparelhos voadores radiocontrolados para servirem de alvos em treinos. A designação drone terá surgido nessa altura, pois a palavra em inglês significa ‘zangão’. Um dos aparelhos chamava-se ‘DH.82B Queen Bee, ou seja, abelha-mestra’.”

Sabia que é proibido mastigar pastilhas elásticas em Singapura?

“Os visitantes de Singapura devem ter em conta que lá é proibido mascar pastilha elástica (ou chiclete), o que é apenas um exemplo do extremo cuidado que este pequeno, mas pujante, país asiático tem com a limpeza e a higiene.

Desde 1992 que assim é, mas esta é apenas uma de algumas das leis severas (e às vezes peculiares) que existem nesta nação, envolvendo cuspidelas, atravessar fora das passadeiras, despejar lixo fora do lixo ou urinar sem ser na casa de banho, onde por lei é obrigatório puxar o autoclismo.”

Sabia que RADAR é um acrónimo?

“A palavra radar (que significa técnica ou equipamento para localizar objetos distantes) está de tal maneira enraizada na nossa língua (e em todas as outras) que poucos poderão pensar que se trata na realidade de um acrónimo. RADAR vem do inglês RAdio Detection And Ranging, que em português significa deteção e localização por rádio.

As primeiras experiências decorreram no final do século XIX, quando o físico alemão Heinrich Hertz provou que as ondas eletromagnéticas se podiam refletir em objetos metálicos. Só nos anos 20 do século XX a questão voltou a ser investigada, nomeadamente pelo italiano Guglielmo Marconi, até em 1935 o meteorologista escocês Robert Watson-Watt construir o primeiro aparelho de radar, tendo detetado um bombardeiro em voo.”