NiTfm live

Cinema

Vem aí a Festa do Cinema — com bilhetes a 2,50€ durante três dias

"Venom", "Johnny English Volta a Atacar" ou "O Primeiro Homem na Lua" são alguns dos filmes em cartaz.

"Johnny English" está de volta.

Há dois tipos de pessoas: as que todos os meses vão ao cinema (mesmo quando não gostam particularmente dos filmes em cartaz) e aquelas que já nem se lembram da última vez que compraram um bilhete. Não interessa a que grupo de pessoas pertence, vai gostar de ler esta notícia à mesma. Nos dias 22, 23 e 24 de outubro vai haver 10 mil sessões de cinema com bilhetes a 2,50€ em todas as salas do País. Quer que repita ou prefere reler a frase anterior?

A quarta edição da Festa do Cinema, o maior evento cinematográfico organizado em Portugal, quer apresentar os melhores filmes nacionais e internacionais para  “promover a cultura e o cinema, atraindo mais espectadores para as salas”. Todos os auditórios, cineclubes e salas de cinema do País fazem parte desta lista. “Venom“, “Johnny English Volta a Atacar” e “O Primeiro Homem na Lua” são alguns dos filmes em cartaz.

A Festa do Cinema vai realizar ainda um evento especial no dia 17 de outubro, quarta-feira, às 21h30. Funchal, Vila Nova de Gaia, Guimarães, Leiria, Setúbal, Albufeira, Arganil e Castelo Branco são os concelhos escolhidos para receberem algumas das antestreias da semana. Em Vila Nova de Gaia, por exemplo, pode assistir ao filme “Sete Estranhos no El Royale“. Do outro lado do País, em Albufeira, a antestreia será de “Rei dos Ladrões“, com o ator inglês Michael Caine.

O preço especial dos bilhetes é válido para todos os filmes em exibição, exceto para as sessões em IMAX, 4DX, que mantêm os acréscimos habituais nas exibições VIP e 3D.

A Festa do Cinema é promovida pela APEC — Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas, com o apoio do ICA — Instituto do Cinema e do Audiovisual, FEVIP — Associação Portuguesa de Defesa das Obras Audiovisuais e GEDIPE — Associação para a Gestão Coletiva de Direitos de Autor e de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais.

Este artigo foi escrito em parceria com a APEC.