NiTfm live

Cinema

O filme turco que chegou ao top da Netflix — e deixa toda a gente a chorar

"Milagre na Cela 7" é o remake de um filme sul-coreano. Está a ser um fenómeno.
Não se esqueça dos lenços

Chegar ao top da Netflix durante uma quarentena não é tarefa difícil, mas quando se trata de um filme turco adaptado de um argumento sul-coreano temos de lhe dar algum mérito. “Milagre na Cela 7”, acabado de chegar à plataforma, conseguiu esse feito à custa de muitas e muitas lágrimas.

Resumido em apenas um parágrafo: “Milagre na Cela 7” conta a história de Memo, um adulto com um atraso cognitivo e a idade mental de uma criança. Pastor de profissão, vive em casa da mãe com a sua filha, Ova. A mãe já morreu, portanto cabe a Memo cuidar e educar a filha. Só que um trágico acidente torna-o no principal culpado da morte de uma criança. Preso e incapaz de provar a inocência, vai contar com a ajuda de um bando de criminosos para concretizar um dos seus últimos desejos.

Sem revelarmos muito mais do que esconde a história, vale a pena notar novamente que este filme turco adaptou a história original de um filme sul-coreano lançado em 2013, que retrata o argumento de uma forma bem mais cómica e inusitada.

Realizado por Mehmet Ada Öztekin, o filme tem um elenco composto maioritariamente por atores turcos: Nisa Sofiya Aksongu no papel de Ova e Aras Bulut Iynemli como Memo.

Esta não foi o único remake do filme escrito e realizado por Lee Hwan-kyung. A história teve direito a versões indianas, filipinas e indonésias.

Tornou-se rapidamente no filme turco mais visto no país em 2019 e a entrada discreta na Netflix atirou “Música na Cela 7” para o top nacional, num surpreendente terceiro lugar.