NiTfm live

Cinema

O novo filme da Netflix tem Meryl Streep e conta a história dos Papéis do Panamá

“O Escândalo dos Papéis do Panamá” é, na verdade, uma sátira ao processo. O elenco tem ainda Gary Oldman e Antonio Banderas.
O filme estreou a 18 de outubro.

Foi em abril de 2016 que um escândalo prometeu abalar o mundo. Uma investigação jornalística internacional revelou milhões de documentos confidenciais da sociedade de advogados panamenha Mossack Fonseca — em causa estariam contas offshore e operações ilegais para transportar dinheiro e não o declarar.

Os resultados deste caso podem até não ter tido grande impacto, mas os Papéis do Panamá, como ficou conhecida a investigação, tiveram uma enorme projeção mediática e foram falados em todo o planeta.

O novo filme da Netflix, “O Escândalo dos Papéis do Panamá”, centra-se neste caso e tem uma perspetiva bastante satírica sobre os acontecimentos. Está disponível desde sexta-feira, 18 de outubro, e foi realizado por Steven Soderbergh. Tem um elenco com Meryl Streep, Antonio Banderas, Gary Oldman e Sharon Stone, entre outros.

Meryl Streep é uma viúva que foi vítima de uma fraude de seguros e por isso faz a própria investigação do caso. É através dela que vamos acompanhando o rasto dos Papéis do Panamá. 

A estrutura do filme, que foi exibido no último Festival de Cinema de Veneza, não é a mais convencional: as personagens falam diretamente para a câmara, e existe toda uma veia cómica sobre os esquemas de lavagem de dinheiro e as trafulhices cometidas por pessoas e empresas de todo o mundo.