NiTfm live

Cinema

Consultor médico do filme “Contágio” infetado com o novo coronavírus

O americano Ian Lipkin ajudou a produção a retratar a forma como as autoridades e investigadores tentariam travar a pandemia.
Jude Law também entra no filme.

Ian Lipkin, investigador americano que serviu como consultor médico no filme “Contágio“, anunciou esta terça-feira, 24 de março, que recebeu um resultado positivo no teste para detetar a presença de infeção com o novo coronavírus.

Foi durante uma entrevista por videoconferência para discutir o vírus no canal americano “Fox Business” que o especialista o revelou, afirmando: “Quero apenas dizer neste programa hoje que este assunto se tornou muito pessoal para mim também, porque descobri ontem que tinha a Covid-19”. Lipkin afirmou ainda que se o surto o pode “atingir a ele, pode atingir qualquer pessoa”.

Ian Lipkin é diretor do Centro de Infeção e Imunidade na Universidade de Columbia, nos EUA, bem como professor de epidemiologia, neurologia e patologia, tendo desenvolvido um trabalho importante durante a resolução de epidemias como o vírus do Nilo em 1999 e o surto de SARS na China em 2003.

No filme de Steven Soderbergh, o especialista foi consultor de produção para a história, que se focava no alastramento de um vírus global e de que forma as autoridades e investigadores tentaram travá-lo.

“Contágio” foi lançado em 2011 e conta com Kate Winslet, Marion Cotillard, Matt Damon e Gwyneth Paltrow. A personagem de Elliott Gould no filme, que interpreta um cientista, baseou-se em Ian Lipkin. Este mês, chegou a ser a produção cinematográfica mais popular do iTunes nos EUA.

Leia também o artigo da NiT sobre as sete coisas que o filme nos ensinou para enfrentar o que pode acontecer no caso de uma perigosa pandemia global, como aquela que agora enfrentamos na vida real com o surto do novo coronavírus. O filme está disponível nos videoclubes dos vários operadores nacionais.