Cinema

Há uma nova categoria nos Óscares — e a cerimónia vai ser mais pequena

O presidente da Academia, John Bailey, foi reeleito e anunciou na passada terça-feira, 7 de agosto, algumas mudanças no formato da entrega dos prémios.

A cerimónia vai mudar.

Menos uma hora de cerimónia, uma nova categoria e nova data para a entrega dos prémios mais importantes de sempre na história do cinema. Tudo isto foi anunciado na passada terça-feira, 7 de agosto, durante uma reunião da Academia onde o presidente, John Bailey, voltou a ser reeleito. 

De acordo com a publicação da Academia no Twitter, a partir da próxima cerimónia de entrega dos Óscares, os filmes que são realmente populares no cinema (também chamados de blockbusters) vão passar a ser distinguidos com uma estatueta. Segundo escreve o “The Hollywood Reporter”, citando um comunicado da Academia, um filme nesta categoria também pode ser nomeado para Melhor Filme.

“Os detalhes para a categoria de filmes populares ainda estão a ser finalizados mas uma obra pode ser nomeada em ambas as categorias — Desempenho Notável em Filme Popular e Óscar de Melhor Filme”, afirma a Academia. “A nova categoria vai ser introduzida já no próximo ano, na 91.ª cerimónia de entrega dos Óscares.”

Há mais duas novidades. Em primeiro lugar, a Academia anunciou que a própria cerimónia também irá mudar nos próximos anos. Já para 2019, com a data de entrega marcada para 24 de fevereiro, a transmissão terá apenas três horas, uma hora a menos do que o habitual. A segunda novidade é que pode marcar já esta data na agenda: 9 de fevereiro de 2020. É neste dia que acontece a 92.ª cerimónia de entrega dos prémios que distinguem as grandes obras do cinema. 

Recorde-se que, em 2018, “A Forma da Água”, de Guillermo del Toro, foi o vencedor na categoria de Melhor Filme. O realizador mexicano arrecadou também a estatueta de Melhor Realizador para o filme que recebeu, ao todo, 13 nomeações.