Cinema

Filme português vence prémio internacional de melhor montagem

“A Fábrica de Nada”, de Pedro Pinho, conquistou um Fénix esta quarta-feira, 6 de dezembro, na Cidade do México.

Portugal a somar prémios.

A Fábrica de Nada” estreou em maio deste ano em Cannes e até ao início de dezembro já contava com três prémios: o da crítica nesse festival; Melhor Filme no CineVision, em junho, em Munique; e a 2 de dezembro, o prémio especial do júri (Prémio Fundação Sandretto Re Rebaudengo), do Festival de Cinema de Turim, em Itália. À lista, junta-se agora mais um.

Esta quarta-feira, 6 de dezembro, o projeto de Pedro Pinho conquistou o prémio de Melhor Montagem nos Prémios Fénix do cinema ibero-americano, que aconteceram na Cidade do México.

A “Fábrica do Nada” é um drama musical que mostra a real e dura crise económica passada no nosso País. No filme, um grupo de operários tenta aguentar os postos de trabalho e arranjar uma solução para que não haja despedimento coletivo.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo