Cinema

Filme com Nuno Lopes representa Portugal nos Óscares

“São Jorge”, realizado por Marco Martins, vai também competir por um Goya.

Jorge é um pugilista em dificuldades.

A Academia Portuguesa das Artes e Ciências escolheu “São Jorge” para representar Portugal nos Óscares, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, e nos Prémios Goya de 2018, como Melhor Filme Ibero-Americano. O projeto, que estreou em Portugal a 9 de março, é a terceira longa-metragem do realizador Marco Martins.

Jorge, a personagem principal, é um pugilista desempregado durante a crise financeira de 2011 que está em risco de perder o filho e a mulher quando esta decide mudar-se para o Brasil. Desesperado, tenta sustentar a família e vê-se obrigado a aceitar um emprego que não quer. O papel principal cabe a Nuno Lopes que assim conseguiu o prémio de Melhor Ator no Festival de Veneza de 2016.

No entanto, há mais nomes importantes no elenco, como José Raposo, Beatriz Batarda, Gonçalo Waddington e Mariana Nunes.

Esta não é a primeira vez que Marco Martins é o eleito para representar o País nos  Óscares da Academia Americana de Cinema. Em 2005, “Alice” foi pré-selecionado para a mesma categoria.

A Gala de Entrega dos Óscares tem data marcada para 4 de março, em Los Angeles, e a cerimónia dos Goya está agendada para 3 de fevereiro, em Madrid.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo