Cinema

Sabe como é um Xenomorph, a temível criatura da saga “Alien”? Nós explicamos

SPOILER ALERT. O design da criatura mudou um pouco, desde o aparecimento no primeiro filme lançado em 1979. “Alien: Covenant” estreia esta quinta-feira, 18 de maio nas salas de cinema portuguesas.

Os Xenomorphs surgiram pela primeira vez no cinema em 1979.

Reza a lenda que Riddley Scott ficou apavorado com a obra “Necronom IV” do artista H.R Giger e daí retirou a inspiração para os Xenormorphs, as criaturas horrorosas que aterrorizam os cientistas e naves espaciais desde 1979 — altura em que surgiu “Alien – O 8.º Passageiro”.

A pintura consiste num ser revestido por um esqueleto biomecânico e que possui algumas características dos seres humanos. Após descobrir a imagem,  num livro que reunia a maior parte da obra de H.R. Giger, o realizador começou a pensar em formas de transpor o horror que sentiu para o ecrã de cinema.

Seguiram-se várias reuniões com a equipa de efeitos especiais — da qual H.R. Giger fazia parte — e a decisão final consistiu em usar um fato real, com uma pessoa lá dentro. O resto, como se sabe, é história. O impacto da criatura foi geral, o slogan “No espaço, ninguém te ouve a gritar” andava nas bocas do mundo e assim nascia uma das sagas mais rentáveis e originais (na altura) do cinema. De repente, todos sabiam quem era aquele monstro com um crânio em forma de capacete e que saía violentamente pelos estômago dos cientistas, após algumas horas de gestação.

“Aliens: O Reencontro Final“, a sequela de James Cameron foi igualmente assustadora, mas não causou o choque do filme original. Em vez de terror, o realizador apostou num filme de ação que é igualmente memorável e que retirava  alguma da capacidade táctica aos Xenomorphs. Basicamente, eram intelectualmente mais limitados e atacavam em grupos. 

Após os dois primeiros filmes, a saga começou a ser espremida pelos estúdios de Hollywood.  A magia do filme original perdeu-se com o aparecimento dos efeitos especiais em “Alien 3” —  que fez com que as criaturas se movessem sobre quatro membros, semelhante aos cães —, e “Alien Ressurection” foi um fracasso a todos os níveis. Seguiram-se os spinoffs com o Predador, outro powerhouse da ficção científica, algumas mudanças na aparência da criatura e a série esteve esquecida até Riddley Scott voltar com “Prometheus” um filme com uma ideia inovadora, mas que nunca correspondeu às expectativas dos fãs.

Cinco anos depois, surge “Alien: Covenant” que, segundo o trailer, volta às origens e apresenta uma ideia mais próxima do filme original.  O enredo segue a viagem da tripulação da nave Convenant em direção a uma área supostamente paradisíaca e que é ocupada por David (Michael Fassbender) – o único sobrevivente dos eventos de “Prometheus”

De forma a celebrar o lançamento do filme, esta quinta-feira, 18 de maio, a NiT explica-lhe todos os detalhes que tornam os Xenomorphs numa das criaturas mais fascinantes da ficção científica. 

Arraste a seta para descobrir toda a anatomia e características do temível Xenomorph.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo