NiTfm live

Cinema

5 coisas que adoramos (e outras 5 que odiamos) em Tom Cruise

O ator americano volta à pele do agente Ethan Hunt.  "Missão Impossível — Fallout" chega esta quinta-feira, 2 de agosto, aos cinemas portugueses.

Por agora já conseguiu o que parecia impossível: superou os cinco filmes anteriores da saga. “Missão Impossível — Fallout”, assim se chama este sexto capítulo, estreou na passada sexta-feira nas salas americanas, com números recorde: em apenas dois dias faturou 61,5 milhões de dólares, o que equivale a cerca de 52 milhões de euros.

Aos 56 anos, Tom Cruise continua a dispensar duplos e a protagonizar as cenas mais arriscadas e espetaculares. Sem revelarmos muito sobre o novo filme, podemos adiantar que Cruise faz uma das cenas mais incríveis — e reais, claro —, da coleção de habilidades que vimos nos seus filmes de ação.

Todos nos lembramos daquele salto negativo durante uma escalada no Grand Canyon, a 600 metros de altura, ou daquela vez em que andou a passear do lado de fora do Burj Khalifa, no Dubai. Desta vez, Ethan Hunt salta de um avião militar C-17, numa cena perigosa e altamente complexa. 

Nem tudo corre bem durante as ações mais emocionantes. Neste novo filme, Hunt está no topo de um edifício em Londres, de onde tem de sair. Pela porta? Claro que não, pelo telhado. E é nessa cena, captada pelas câmaras da revista “Variety”, que Tom Cruise quase parte uma perna ao saltar entre dois edifícios. O salto ficou curto e o ator bateu com o joelho em cheio no cimento, do lado de fora do edifício.

Se o espírito aventureiro de Tom Cruise nos faz soltar elogios, também há coisas sobre o ator que nos irritam solenemente. No lançamento do novo filme do americano, apresentamos uma lista das coisas que adoramos e que odiamos na personalidade e carreira de Tom Cruise. Veja se concorda. 

O que adoramos 

De olhos bem fechados
Tom Cruise é um ator versátil: tanto faz um blockbuster para acompanhar com pipocas, como um clássico que fica para sempre na nossa memória. “De Olhos Bem Fechados”, de Stanley Kubrick, é talvez o melhor exemplo daqueles filmes que nunca mais vamos esquecer. A última obra do realizador americano, que não viveu para assistir à estreia, é uma viagem aos labirintos emocionais e sexuais de um casal, magistralmente interpretado por Cruise e Nicole Kidman. É uma obra-prima do cinema.