NiTfm live

Cinema

Brad Pitt quase morreu por causa da Cientologia

Recrutado nos anos 90, o ator terá tido uma reação perigosa a um ritual de purificação do grupo.
Tudo se passou nos anos 90.

Nos anos 90, a Cientologia poderá ter colocado Brad Pitt numa situação de risco de vida, revelou agora uma testemunha.

Aos meios norte-americanos, Sam Domingo, a ex-nora de Plácido Domingo e ex-membro da Igreja da Cientologia, disse que enquanto o ator namorava Juliette Lewis — uma assumida seguidora do culto — chegou a estar à beira de entrar no grupo.

Mas para o fazer tinha de passar por um programa de desintoxicação e purificação que quase se revelou fatal. Sam Domingo garante que Brad foi submetido a uma espécie de caixa de suor, um programa onde as pessoas tomam uma dose substancial de vitaminas e ficam em sauna durante cinco horas por dia, vários dias, até serem purificados.

O ator terá tido uma forte reação e terá sido por isso que sempre renegou a Cientologia. Já Juliette Lewis, com quem ainda namorou três anos, tem sido um membro permanente e muito defensor da igreja. O grupo já negou que o agora relatado tenha acontecido.

Pitt é um dos protagonistas de “Era uma vez… em Hollywood“, o novo filme de Quentin Tarantino, com estreia marcada para esta semana (dia 15 de agosto) em Portugal.