Moda

Fez-se história: a nova Miss Universo é negra e tem o cabelo super curto

Antes de Zozibini Tunzi, só a angolana Leila Lopes, com o mesmo tom de pele, venceu este concurso.
Parabéns.

Quando este domingo, 8 de dezembro, Zozibini Tunzi ficou a saber que era a nova Miss Universo — numa cerimónia que aconteceu em Atlanta, EUA —, nem queria acreditar. Afinal, a sul-africana é negra e tem o cabelo demasiado curto, dois atributos que, infelizmente, durante muitos anos comprometeram a escolha do juri.

“Cresci num mundo onde uma mulher como eu, com o meu tipo de pele e cabelo, nunca foi considerada bonita. E acho que é hora de isso terminar hoje”, disse a manequim depois de receber a coroa da antecessora filipina Catriona Gray.

Zozibini Tunzi tem apenas 26 anos e é natural de Tsolo. Durante toda a competição ficou conhecida pelas suas ideias contra o racismo e machismo. Numa das etapas, quando lhe foi perguntado qual era a coisa mais importante que as jovens mulheres deveriam aprender dos dias de hoje, não demorou a responder: “Liderança. É algo que falta a mulheres e mulheres jovens há muito tempo, não porque elas não a desejavam, mas por causa de como a sociedade rotulou como as mulheres deveriam ser”.

A sul-africana é a segunda mulher negra a conseguir este título. Antes dela, só a angolana Leila Lopes tinha recebido a coroa, em 2011. Para chegar à menção da 68.ª edição do concurso, Zozibini Tunzi superou concorrentes de outros 89 países.

A porto-riquenha Madison Anderson foi distinguida como dama de honra e a mexicana Sofía Aragón ficou com o título de segunda dama de honra.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT