Lojas e marcas

A Hinna reinventou-se e lançou uma linha de roupa para “incentivar o amor próprio”

O rebranding da marca mantém as mensagens de empoderamento feminino e a produção 100 por cento nacional.

Em maio de 2016, a Hinna foi lançada como uma marca de swimwear que queria acabar com as inseguranças das mulheres. À época, Joana Guerreiro, a fundadora, tinha 22 anos e estava a estudar Arquitetura na Universidade Lusíada, em Lisboa.

Quatro anos depois, o rebranding surge para transmitir uma imagem mais clean e moderna, que quer acompanhar a evolução do projeto, agora “mais crescido”, mas também do seu público e de Joana, cuja visão, explica à NiT, é agora mais madura.

Depois de lançar quatro coleções focadas no swimwear, a marca vira-se pela primeira vez para as propostas de vestuário, que chegam ao site esta quinta-feira, 9 de julho, às 19 horas. A peça de lançamento será o conjunto Melinda, composto por um top (38€) e calções (36€) super femininos.

Esta coleção, lançada com a campanha “Good Girls Conquer the World” (ou “as boas meninas conquistam o mundo”, em tradução livre), quer incentivar o amor próprio e intensificar o empoderamento feminino, uma linha de pensamento muito própria da marca desde o seu primeiro lançamento há quatro anos, em que o objetivo era “acabar com as inseguranças das mulheres”.

Hinna
O conjunto Melinda.

“Até as raparigas mais magras têm inseguranças. Sentem aquelas gordurinhas de lado que querem tapar. Por isso, criei modelos que ajudam com estas questões”, explicou Joana na altura à NiT, acrescentando: “Quero, acima de tudo, garantir que as mulheres se sintam confortáveis. Joguei pela simplicidade”.

Com o rebranding, esta filosofia mantém-se e o mesmo se aplica à produção 100 por cento nacional, que aposta em tons sólidos e materiais portugueses. Em contraste vem a inspiração, que surge das viagens que Joana fez por destinos distantes como as Maldivas, Tailândia, “países com praias maravilhosas e mulheres incríveis”, onde conheceu novas culturas e pessoas com negócios locais.

Entre ilhas com 20 habitantes, onde há vestidos específicos para cada estado civil das mulheres, a criadora encontrou uma experiência “enriquecedora” que quis transmitir nas peças “delicadas e irreverentes” que desenvolveu para a Hinna e que traduzem a sua filosofia: “um modo de vida vencedor onde as mulheres concretizam os seus sonhos”.

A coleção completa será lançada aos poucos ao longo do verão. Para o outono/inverno, a Hinna está ainda a preparar uma linha de festa. Pode saber mais sobre a marca no site ou através do Instagram.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT