lojas e marcas

Abertura da Zara em França cria longas filas à porta (sem distanciamento)

O país voltou a permitir a abertura de lojas o que levou a uma afluência nas zonas comerciais mais conhecidas de Paris.
A abertura contou com várias pessoas à porta.

Durante vários dias desta semana registou-se o mesmo cenário em Paris, bem como noutras cidades de França. Desde a manhã, foram muitas as pessoas que se juntaram à porta das lojas à espera da abertura sem o cumprimento das devidas medidas de distanciamento social. A loja da Zara na Rue de Rivoli foi uma das mais procuradas e a que levou à partilha de várias imagens nas redes sociais.

Após mais de 50 dias de confinamento, desde segunda-feira, 11 de maio, que os franceses puderam voltar a fazer algumas das rotinas passadas, como frequentar as lojas. O que não se esperava era uma enchente. Ainda assim, várias pessoas usavam máscaras de proteção.

Na Avenida Champs-Élysées, outra das mais conhecidas da cidade, também se juntaram vários clientes esta semana à porta da Louis Vuitton ainda antes da abertura. Aqui o controlo já foi feito com segurança à porta, como é comum na loja. Nas filas não foram cumpridas distâncias nos primeiros dias.

Segundo a “Fashion United”, nem só em Paris se registaram episódios do género. Também houve situações em Bordéus, Lyon, Aix ou em Dijon. 

França é um dos países da Europa mais afetados pela Covid-19. O país começa a implementar algumas medidas de desconfinamento, como é o caso da abertura de lojas. Já os cafés e restaurantes só poderão voltar a receber clientes a partir de junho. O uso de máscara é obrigatório nos transportes públicos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT