Beleza

Maquilhar as máscaras de proteção: a novidade mais perigosa do Instagram

Uma farmacêutica espanhola denunciou o vídeo de uma influencer e explicou porque é que a prática é errada.
Já são um acessório de moda.

É certo que 2020 está a ser um ano sem precedentes a vários níveis por causa da pandemia do novo coronavírus, mas a verdade é que as redes sociais continuam a surpreender a cada dia que passa com formas originais de nos adaptarmos à nova realidade.

Para o universo dos influencers, isto significa, sobretudo, adaptarem as suas páginas à situação atual — já não faz sentido partilhar looks para sair à noite ou maquilhagem para um festival de música. No entanto, algumas ideias podem tornar-se perigosas quando colocam em causa a saúde dos seus seguidores.

Boticaria García, uma conhecida farmacêutica e nutricionista espanhola, publicou na sua página de Instagram na semana passada aquilo que considerou uma ideia “tonta”, que pode estragar um dos equipamentos de proteção individual mais importantes: as máscaras.

No vídeo que publicou, podemos ver uma influencer de beleza (cujo nome não foi revelado) a maquilhar a sua máscara, colocando base, iluminador, pó, desenhando um nariz com sombra e uma boca com batom vermelho. “Ao maquilhar, pintar, coser, bordar, pintar e, em qualquer caso, manipular por conta própria uma máscara, destróis a proteção”, escreveu a profissional.

View this post on Instagram

Maquillarse la mascarilla no es de guapas: es de zambomberas. ______ Al maquillar, pintar, coser, bordar, colorear, y, en cualquier caso, MANIPULAR por tu cuenta una mascarilla sujeta a un estándar, te cargas el estándar. ______ Es como si te compras unas gafas graduadas y te dedicas tú en tu casa a pulir los cristales, a barnizarlos o a cambiarles la montura porque te parece más mona. ¿Qué ocurriría en este caso? Que ya no te cubre la garantía. Pues aquí tampoco hay garantía de que esa mascarilla sirva para su fin. _____ Me molesta la frivolidad con la que estamos adoptando el #mundomascarilla haciendo de ellas el último complemento de moda sin preocuparnos de que lo más importante es que cumplan su función. Esto no va de estética ni de jugar a los tutoriales, ni de que haya surgido una nueva oportunidad de mercado para ser los primeros en sacar las it-mascarillas. Esto va de que nos estamos jugando la vida de muchas personas. De que por suerte ya tenemos mascarillas de sobra que cumplen el estándar de las higiénicas y de las quirúrgicas. Y de que hay que hacerlo muy bien y con mucho tiento para poder sacar productos bonitos pero sobre todo, seguros. ____ Paloma de @bagandblock enseñó el sábado en el directo unas mascarillas de la Diputación de Zamora, con impresión infantil, hechas con tejido Manly y sujetas a la norma. Poco a poco vamos teniendo mascarillas rebonitas acordes a la normativa para que a todo el mundo le apetezca más ponérselas. Pero no hagamos el zambombero con el material homologado y menos aún presumamos de ello. No vendamos cualquier cosa habiendo una normativa. Seamos responsables. ______ FELIZ FASE 1 a los premiados y vayan ustedes con cuidado. El bicho sigue ahí fuera aunque brille el sol y tenemos que ser más listos que él.

A post shared by Boticaria García (@boticariagarcia) on

“É como se comprasses uns óculos graduados e em casa polisses os cristais, envernizasses e lhes trocasses a armação para ficar mais bonita. O que aconteceria? Que já não seriam cobertos pela garantia. Da mesma forma não há garantia de que esta máscara sirva para o seu propósito”, continua.

Boticario García diz ainda que estes equipamentos não devem ser vistos como um complemento de moda e que este tipo de tutoriais são “brincar com a vida” das pessoas. O mais importante, reforça, é que as máscaras sejam seguras.

“Sejamos responsáveis”, termina, explicando que existem já muitas propostas no mercado que são bonitas, reutilizáveis e certificadas pelas autoridades competentes, não havendo qualquer justificação estragar máscaras cirúrgicas em nome da moda.

A seguir, carregue na galeria para conhecer as máscaras da Dora Guimarães, que têm modelos iguais para pais e filhos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT