restaurantes

Florence and the Mushrooms: a sandes que todos os vegetarianos têm de provar

Um mês depois da abertura, o The Sandwich Project, em Lisboa, ganhou mais uma opção no menu.
Esta é a Xutos e Cogumelos.

Tudo estava encaminhado para a abrirem um restaurante em Lisboa. A Covid-19 trocou-lhes as voltas, mas não a vontade de ter um negócio mesmo em altura de pandemia. André Coelho e Marta Caldeirão abriram no início de abril o The Sandwich Project, no Príncipe Real, com sandes muito criativas. Um mês depois da inauguração aumentaram a oferta com uma sugestão vegetariana.

Tal como as outras opções que criaram, esta também faz referência a um grupo musical que o casal costuma ouvir. Chama-se Florence and the Mushrooms. Os cogumelos pleurotus são salteados em manteiga. É composta ainda com tomilho, alho, queijo brie e uma maionese de cebola roxa caramelizada. Custa 8,75€.

Do menu do The Sandwich Project faziam ainda parte outras três sandes. Tem a Pork Floyd Sandwich, com cachaço de porco marinado com molho barbecue e cozinhado por 24 horas. Junta ainda picle de pepino e um molho feito a partir da marinada (8,75€). Depois tem a Red Hot Chilli Chiken Sandwich. É preparada com peito de frango desfiado e temperado com pimentão fumado, raspas de lima, abacaxi e uma maionese de chipotle.

Por fim pode optar pela Veal Divisin Sanwich, Tem novilho dos Açores que foi cozinhado durante 24 horas numa marinada com sabores portugueses com maçã e maionese de coentros (8.75€). Todas as sandes são servidas num pão de mistura feito com massa mãe.

Há mais três sandes no menu.

Há ainda doses de batatas fritas (1€) e cervejas artesanais da Musa para compor o pedido. O espaço na  Rua da Alegria está aberto entre meio-dia e as 15 horas aos almoços, e entre as 19 e as 21 horas aos jantares. Além de take-away, fazem entregas ao domicílio.

O pedido mínimo são duas sandes. Podem ser pedidas pelo 919 336 548, por chamada, WhatsApp e mensagem, ou pelo Instagram. Os pagamentos são feitos por MbWay ou multibanco.

André e Marta conheceram-se na cozinha do Altis Belém, depois de ambos terem tirado o curso de gestão de produção de cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Passaram depois pelo Feitoria, Pesca, Cave 23, Epur e Local. No final de março tinham previsto inaugurar, o Âmago, um projeto que ficou em stand by, por enquanto.

Carregue na galeria para conhecer outros restaurantes de sandes que abriram em Lisboa.

LOCALIZAÇÃO, CONTACTOS E HORÁRIOS

site e redes sociais

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT