restaurantes

Vai abrir em Lisboa um restaurante onde só trabalham maiores de 65 anos

Chama-se Mão-Cheia, fica no Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva, nas Amoreiras, e é criado pela Associação Pão a Pão.
Ainda não há abertura prevista.

“Vamos dar a voz e o fogão a pessoas com mais de 65 anos que ainda têm muito para dar.” É assim que se descreve o Mão-Cheia, o novo restaurante em Lisboa da Associação Pão a Pão. Vai ficar no interior do Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva, nas Amoreiras, e dará trabalho a pessoas seniores.

“O Mão-Cheia pretende criar um espaço de convívio ativo e produtivo, onde se trocam conhecimentos e experiências. Onde o que se foi aprendendo ao longo da vida, na cozinha, é usado para criar partilhas, dignificar, integrar e combater o isolamento”, explica-se na página de Facebook do projeto.

O objetivo é também partilhar com as gerações mais novas os sabores e saberes do passado. Neste momento, a Pão a Pão está a recrutar portugueses e imigrantes maiores de 65 anos para a cozinha do restaurante. Se conhecer alguém, pode enviar as sugestões para o email geral@nullmao-cheia.pt.

O Mão-Cheia conta tem uma página de Facebook e Instagram onde serão partilhadas todas as novidades ao longo das próximas semanas.

Este será o segundo projeto da associação em Lisboa. Em setembro de 2017 foi inaugurado o Mezze no Mercado de Arroios, que integra refugiados sírios e do Médio Oriente. O financiamento inicial foi conseguido através de uma campanha de crowdfunding.

Baba ganoush, a salada com puré de beringela, fattoush, salada com pão frito, falafel, húmus, kipe, um pequeno bolo com carne de vaca, e mandi, um arroz fumado, são alguns pratos que poderá provar no Mezze.

Já no Mão-Cheia é muito provável que a ementa seja focada nos pratos típicos portugueses. Por enquanto, não há previsão de abertura.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, Lisboa
    1250-020 Lisboa
    Lisboa
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT