restaurantes

Tudo o que pode comer e beber nos Bacalhoeiros, a primeira rua azul de Lisboa

A rua na Baixa da cidade foi pintada e ganhou novas esplanadas. Mais lugares ao ar livre devem chegar nas próximas semanas.
Há quatro restaurantes com esplanada.

Lisboa está a ganhar novas ruas coloridas. O mote foi lançado pela cor-de-rosa, no Cais do Sodré, mas só no espaço de duas semanas chegaram mais duas moradas pintadas de azul. A Rua dos Bacalhoeiros, na Baixa, foi a primeira versão. Deixou de haver circulação de carros, por isso os turistas e lisboetas já podem andar a pé sem problemas. Ao mesmo tempo, os restaurantes ganharam esplanadas, que dão sempre jeito em tempos de pandemia.

Outra das grandes novidades nesta rua só deverá abrir no final do mês. Pelo que a NiT apurou, vem aí uma das melhores marisqueiras da cidade, com uma carta e conceito que irão atrair centenas de clientes para esta zona de Lisboa ao longo dos próximos meses. Porém, o nome e outros pormenores do espaço ainda não foram revelados.

Enquanto esta abertura não acontece, os restaurantes vizinhos vão apostando nos lugares ao ar livre para que os clientes possam provar as sugestões das cartas. A maioria dos restaurantes aposta na comida portuguesa, com destaque para os peixes e mariscos, mas também há sugestões do Peru.

O Qosco, por exemplo, foi dos primeiro espaços da cidade dedicados à cozinha daquele país. Há cocktails com pisco e até causas peruanas para pedir na nova esplanada.

A iniciativa de pintar a rua de azul partiu da Câmara Municipal de Lisboa e faz parte do projeto “A Rua é Sua”. Porém, ainda falta um pequeno troço — entre a Rua da Padaria e a Rua João das Regras — para que a estrada fique toda desta cor. Entretanto, a Rua Nova da Trindade, no Chiado, também foi pintada de azul e vai ganhar novas esplanadas em breve.

Os restaurantes com esplanada

Maria Catita

É um restaurante dedicado à cozinha portuguesa. Está aberto para almoços e jantares e era um dos espaços procurados por turistas na zona antes de se aventurarem por Alfama. A carta tem ainda petiscos que podem ser pedidos ao final da tarde e uma loja de produtos regionais.

Baixa Mar – Mariscos e Petiscos

É dos mesmos responsáveis pelo Maria Catita. Abriu no verão de 2018. Fica mesmo ao lado do restaurante de cozinha portuguesa e também tem lugares ao ar livre. Como se percebe pelo nome, aqui há mais sugestões de peixe e marisco, como cataplanas, lagosta e arroz.

O Maria Catita é um dos restaurantes da rua.

Gaucha

É mais um restaurante com cozinha portuguesa. Nos pratos tem sugestões como amêijoas, bacalhau à gomes de Sá, polvo à lagareiro, sardinhas assadas, chocos guisados ou caldeirada de peixe.

Qosqo

O Qosqo foi dos primeiros restaurante peruanos a aparecer em Lisboa. Tem vários cocktails com pisco, a típica bebida do país, mas claro que não faltam os tradicionais pratos. Há ceviche, tiraditos e causas.

Ainda sem esplanada

Sála

O restaurante do chef João Sá reabriu no final de maio, ainda antes de a rua mudar de cor. Está aberto para almoços e jantares, mas por enquanto não tem lugares ao ar livre. Há menus de degustação de três e cinco pratos para experimentar,

A loja com produtos de canábis

Cannabis Store Amsterdam

É uma das três lojas da marca em Lisboa. Não foi a primeira a abrir, mas está ali num ponto estratégico da cidade. Há chocolate; café, que é compatível com máquinas da Nespresso; gomas; pastilhas; cervejas com álcool; iced tea; bebidas energéticas; águas; chás; e até vinho, tudo feito com base de CBD (canabidiol), uma das 113 substâncias da erva, mas que não tem efeitos psicoativos.

Há vários lugares ao ar livre.

Ainda estão encerrados

Conserveira de Portugal

É mais um dos espaços na cidade dedicado a conservas. O espaço ainda está encerrado, mas deverá abrir durante as próximas semanas.

Basílio

É o primo do Nicolau e da Amélia, capaz de servir um brunch perfeito para atualizar o seu perfil no Instagram. O café é pequeno no interior e ainda não tem esplanada, por isso os donos optaram por manter o espaço encerrado. Não há previsão de abertura, mas mantenha-se atento às redes sociais do projeto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT