Restaurantes

Sála vai reabrir e oferecer espumante até ao final de junho

Para respeitar as indicações das autoridades em fase de pandemia, os lugares foram reduzidos para apenas 14.

Depois de fechar as portas durante dois meses para ajudar a travar a propagação do novo coronavírus, o restaurante Sála, na Rua dos Bacalhoeiros, que fica no Campo das Cebolas, em Lisboa, prepara-se para reabrir já na próxima quarta-feira, 27 de maio.

O chef João Sá volta assim a servir almoços e jantares de quarta-feira a domingo, que vão incluir clássicos como o bao de carne de porco e a tarte à bulhão pato. Os menus de degustação de três e cinco pratos mantêm-se, tal como a aposta nos produtos sazonais portugueses, feitos localmente.

Quem for ao Sála vai encontrar, por exemplo, cerejas, morangos, nêsperas e abacate na ementa, feitos com ingredientes inesperados e de forma inovadora. Por lá, há ainda um novo menu de almoço de 18,50€ que vai ser alterado todas as semanas.

Para respeitar as indicações das autoridades em fase de pandemia, os lugares foram reduzidos para apenas 14. “Estou muito contente por reabrir o Sála, depois destes dois meses de interrupção. Estamos ansiosos por ver os nossos clientes habituais encherem o espaço de vida novamente”, disse o chef João Sá.

Até ao final de junho, todos os clientes vão receber uma flûte de espumante à chegada, explica, “para que os antigos prazeres regressem à normalidade do nosso quotidiano”. Pode saber mais sobre o espaço, incluindo horários e menu, no site oficial.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT