restaurantes

Minuto a minuto: como são as novas refeições no regresso da Mercantina

Acompanhámos um serviço de almoço no restaurante de Alvalade para percebermos os vários passos de clientes e colaboradores.
É assim que são os novos almoços e jantares na Mercantina.

“Percebemos nas redes sociais que as pessoas já tinham saudades da nossa limonada, das massa e, claro, das massas.” Ainda só tinham sido feitas três refeições desde a reabertura desta segunda-feira, 18 de março, mas Joana Lima, a diretora de marketing do grupo Mercantina, já assegurava à  NiT que os clientes estavam com saudades de voltar a entrar nos restaurantes.

“Em Alvalade as pessoas conversavam muito quando vinham levantar as pizzas no take-away.” Nos vários restaurantes do grupo, a Mercantina de Alvalade, do Chiado e o Bistro  37, na Avenida da República, o serviço não ficou parado já que começaram a vender as pizzas napolitanas para fora e em regime de delivery.

Os empregados andam sempre de máscara e viseira.

Esta aposta irá manter-se e até foi bastante procurada durante o almoço desta terça-feira, 19 de maio, que a NiT acompanhou no restaurante de Alvalade. “Até tivemos muitas mais pessoas aos jantares, percebemos isso logo pelas reservas. Esta é uma zona mais de escritórios e ao final do dia assistimos a uma maior procura”, explica Joana Lima.

Nestas refeições a que assistiu, os clientes mostraram-se sem receios e adoptar todas as novas  medidas impostas e que mudaram a forma como o serviço é feito nos restaurantes do grupo. O uso de máscara é obrigatório para quem chega e se não tiver até pode comprar à entrada, não é por isso que fica sem pizza. Custam 60 cêntimos.

Há divisórias de acrílico que podem ser colocadas nas mesas.

Há a hipótese de escolher uma mesa com ou sem acrílico, mas obrigatório também é passagem pelo tapete desinfetante e a higienizarão das mãos.

Carregue na galeria para conhecer, minuto ao minuto, os vários procedimentos que assistimos num almoço.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT