restaurantes

Há quatro novas estrelas Michelin para Portugal — e Avillez falha a terceira

O restaurante Alma, de Henrique Sá Pessoa, conquistou a segunda estrela e foi a grande novidade do Guia para 2019. Há três novas entradas.

O chef Henrique Sá Pessoas tem duas estrelas no Alma.

A primeira edição da gala Michelin em Portugal trouxe quatro novidades para o País. Esta quarta-feira, 21 de novembro, foi apresentado no Pavilhão Carlos Lopes a edição 2019 do prestigiado guia gastronómico. O Alma, de Henrique Sá Pessoa, é um dos grandes vencedores. O restaurante venceu a segunda estrela. Ainda assim, Portugal continua sem ter um espaço com a distinção máxima de três estrelas — o Belcanto de José Avillez, e o Ocean, de Hans Neuner, eram os candidatos favoritos, mas falharam o objetivo.

Este ano, nenhum restaurante português perdeu a estrela conquistada e houve três entradas novas para a exclusiva lista Michelin.

O resort Penha Longa, em Sintra, passou a ter dois restaurantes no Guia. Depois do Lab, de Sergi Arola, conseguir a distinção na edição de 2017, é a vez do Midori, com a chefia de Pedro Almeida, entrar na prestigiada publicação. É o único espaço de inspiração asiática em Portugal com estrela Michelin.

As duas outras novidades vão para o norte, para cidades onde nunca houve restaurantes distingidos. É no centro histórico de Guimarães que pode experimentar as propostas de António Loureiro n’A Cozinha. Foi Chefe Cozinheiro do Ano em 2014 e agora lidera um dos novos restaurantes com estrela Michelin no País. Bragança também passou a ter um representante no Guia. O G Pousada está na Pousada de São Bartolomeu é um projeto dos irmãos Óscar e António Gonçalves.

Portugal tem a partir desta quarta-feira 32 estrelas Michelin. Há seis restaurantes com duas estrelas, depois da entrada do Alma no ano passado, e 20 com uma. Na última edição do Guia, apresentada no hotel Ritz-Carlton, em Abama, na ilha espanhola de Tenerife, houve apenas duas novidades para Portugal. O Vista, o restaurante do Bela Vista Hotel & Spa, em Portimão; e o Gusto, do Conrad Algarve, na Quinta do Lago.

Depois da apresentação Guia para Portugal e Espanha, segue-se um jantar no Pavilhão Carlos Lopes que conta com a presença de vários jornalistas, críticos e chefs da Península Ibérica. Os chefs do Alma, Belcanto, Loco, Eleven, Fortaleza do Guincho, Feitoria e Lab foram os responsáveis pela criação das degustações servidas ao longo da noite.

Veja a lista de todos os restaurantes com estrela Michelin em Portugal.

Duas estrelas Michelin

NOVO Alma, Lisboa (Henrique Sá Pessoa)

Desde outubro de 2015 que o Alma se encontra no Chiado em Lisboa. Em 2017, Henrique Sá Pessoa conseguiu a estrela Michelin para o restaurante que inaugurou em Santos.

O Alma fica num antigo armazém da livraria Bertrand e foi projetado pelo arquiteto Tiago Silva Dias. Existem dois menus de degustação, o Alma e Costa a Costa.

Morada: Rua Anchieta, 15, Lisboa
Telefone: 213 470 650

Belcanto, Lisboa (José Avillez)

José Avillez é possivelmente o mais célebre chef português da atualidade. Chegou ao velhinho Belcanto — fundado em 1958 —, renovou-o e transformou-o numa das maiores referências do País. Desde 2012 que o chef ali apresenta a sua cozinha mais criativa e que lhe valeu a primeira estrela, logo ao final de um ano de trabalho. A segunda chegou pouco tempo depois, no Guia de 2014, e consagrou o Belcanto como o primeiro duas estrelas de Lisboa.

Morada: Largo de São Carlos, 10, Chiado, Lisboa
Telefone: 213 420 607

Ocean, Porches (Hans Neuner)

Hans Neuner é mais um austríaco no Algarve com estrela Michelin. Chegou ao Ocean, do Vila Vita Parc Resort & Spa, em 2007 e em dois anos atingiu o objetivo de pôr o restaurante no Guia Michelin. A segunda estrela chegou em 2011 e tornou Neuner um dos mais jovem chefs a atingir a marca. Só funciona ao jantar e a sala, claro, está virada para o Atlântico.

Morada: Rua Anneliese Pohl, Alporchinhos, Porches
Telefone: 282 310 181

O Ocean tem vista para o Atlântico.

Il Gallo d’Oro, Madeira (Benoît Sinthon)

Sinthon chegou à cozinha do restaurante madeirense em 2004 e precisou de cinco anos de trabalho para ganhar a primeira estrela Michelin que foi também a primeira da Ilha. No guia de 2017 ganhou a segunda estrela, mais uma proeza para o Funchal. Os menus de degustação do restaurante do hotel The Cliff Bay surgem em vários preços — custam desde 105€.

Morada: The Cliff Bay, Estrada Monumental, 147, Funchal, Madeira
Telefone: 291 707 700

The Yeatman, Vila Nova de Gaia (Ricardo Costa)

Foi com o chef Ricardo Costa no comando que o The Yeatman conquistou a primeira estrela, em 2011, um ano depois da abertura. A consagração chegou com a segunda estrela ganha na edição 2017 do Guia de 2018. Ricardo Costa não é um chef estranho no que a estrelas Michelin diz respeito. Foi ele quem conquistou, em 2009, a estrela do Largo do Paço, o restaurante do hotel Casa da Calçada, em Amarante. Dois anos depois, repetia o feito no The Yeatman.

Morada: Rua do Choupelo, Vila Nova de Gaia
Telefone: 220 133 100

Vila Joya, Albufeira (Dieter Koschina)

O chef austríaco está no restaurante da Praia da Galé, no Algarve, desde 1991. Em 1994 confirmou as expectativas ao conquistar a primeira estrela no Guia Michelin. A segunda veio cinco anos depois, em 1999. O Vila Joya conquistou assim um lugar na história da gastronomia portuguesa, ao sagrar-se o primeiro restaurante a chegar ao par de estrelas em Portugal.

Morada: Vila Joya, Praia da Galé, Estrada da Galé, Algarve
Telefone: 289 591 795

Uma estrela Michelin

NOVO G Pousada, Bragança (Óscar e António Gonçalves)

Não é um restaurante muito conhecido pela maioria dos portugueses, mas faz parte do novo Guia Michelin. Óscar Geadas é o chef responsável pela cozinha deste espaço em Bragança. Com o irmão, António Gonçalves, já teve outro restaurante, mas aqui as propostas são muito mais criativas e conquistaram os inspetores. Este é o projeto gastronómico da Pousada de São Bartolomeu.

Morada: Estrada do Turismo, 5300-271, Bragança
Telefone: 273 331 493

O G Pousada é um dos novos restaurantes com estrela.

NOVO A Cozinha, Guimarães (António Loureiro)

António Loureiro foi considerado o Chefe Cozinheiro do Ano em 2014. Desde essa altura que está n’A Cozinha, em Guimarães. É o primeiro restaurante da cidade a entrar no Guia. Fica mesmo no centro histórico e apresenta uma cozinha moderna e criativa.

Morada: Largo do Serralho, 4, Guimarães
Telefone: 253 534 022

NOVO Midori, Sintra (Pedro Almeida)

É o segundo espaço no resort Penha Longa, em Sintra, a ganhar estrela Michelin. É um dos mais antigos restaurantes japoneses em Portugal e agora faz também parte do prestigiado Guia. Teve uma grande remodelação em 2012. Pedro Almeida é o responsável pela cozinha. O restaurante tem capacidade para 18 pessoas e dois menus de degustação onde são usados muitos produtos locais.

Morada: Estrada da Lagoa Azul , Penha Longa, Sintra
Telefone: 219 249 094

Feitoria, Lisboa (João Rodrigues)

O restaurante do Altis Belém Hotel & Spa é uma das referências gastronómicas mais importantes de Lisboa. À sua frente está o chef João Rodrigues, que já passou pelo Bica do Sapato e pelo Varanda, do Ritz Four Seasons. Em 2007 ganhou o título de Chefe Cozinheiro do Ano, mas o grande passo foi dado quando se juntou ao chef José Cordeiro, na cozinha do Feitoria. A primeira estrela foi ganha em 2011. A partir de 2013, com a saída do chef, João Rodrigues assume a liderança da cozinha e segura a classificação no Guia Michelin.

Morada: Altis Belem Hotel & Spa, Doca do Bom Sucesso, Lisboa
Telefone: 210 400 208

Willie’s, Vilamoura (Willie Wurger)

O chef alemão Willie Wurger mantém a estrela Michelin no restaurante de Vilamoura. desde 2006. Aqui os pratos de autor são de influência internacional. A decoração é bastante requintada e o espaço fica junto a um campo de golfe, para dar umas tacadas antes da refeição.

Morada: Rua Brasil, Lote 7 B, Vilamoura
Telefone: 289 380 849

William, Funchal (Luís Pestana)

Luís Pestana é o chef executivo do restaurante e trabalha no William há mais de 25 anos. No Guia de 2017 o restaurante do histórico hotel Belmond Reid’s Palace foi uma das supressas ao trazer até ao Funchal mais uma estrela Michelin. Há vários menus de degustação para uma refeição completa entre — custam desde 120€.

Morada: Estrada Monumental,139, Funchal
Telefone: 291 717 011

É o segundo restaurante no Funchal com estrela.

São Gabriel, Almancil (Leonel Pereira)

Leonel Pereira percorreu o mundo à procura de inspiração e experiência. O algarvio tomou conta da cozinha do São Gabriel, em Almancil, em 2013, numa altura de viragem do restaurante — até perdeu a estrela que tinha. Precisou apenas de um ano para recuperar a confiança dos inspetores do Guia. A estrela e o chef mantêm-se intactos desde então. Os preços dos menus de degustação começam nos 98€.

Morada: Estrada de Vale do Lobo , Vale de Lobo, Loulé, Faro
Telefone: 289 394 521

Pedro Lemos, Porto (Pedro Lemos)

O restaurante está na Foz Velha desde 2009 e conquistou uma estrela Michelin em 2014, numa altura em que nenhum espaço do Porto tinha tal distinção. O mérito é do chef que dá nome ao espaço e que renovou por completo o seu restaurante. A mudança parece ter agradado aos inspetores e acrescentou ainda um pormenor curioso: uma horta biológica no exterior, que fornece muitos dos ingredientes que o chef usa nos menus de degustação.

Morada: Rua Padre Luis Cabral, 974, Porto
Telefone: 220 115 986

Casa de Chá da Boa Nova, Leça da Palmeira (Rui Paula)

Há vários anos que Rui Paula trabalhava pela sua estrela Michelin. Conseguiu-a na edição do Guia de 2017. Tem sido graças ao trabalho no cenário impressionante da Casa de Chá da Boa Nova — edifício à beira-mar, desenhado por Siza Vieira — que Rui Paula tem conseguido convencer os inspetores.

Morada: Lugar da Boa Nova, Leça da Palmeira
Telefone: 229 940 066

Siza Viera criou este espaço em Leça da Palmeira.

Vista, Portimão (João Oliveira)

Era um dos restaurantes mais falados em Portugal para ganhar estrela nos últimos ano. Não chegou a ser em 2017, um ano bombástico para o País com várias novidades. Foi preciso esperar pelo Guia de 2018 para vermos mais um restaurante algarvio a ganhar uma estrela. João Oliveira está no Vista, o restaurante do Bela Vista Hotel & Spa, em Portimão, desde 2015 e passou antes pelas cozinhas do The Yeatman e Vila Joya.

Morada: Avenida Tomás Cabreira, Praia da Rocha, Portimão
Telefone: 282 460 280

Fortaleza do Guincho, Cascais (…)

O restaurante do Hotel Fortaleza do Guincho foi inaugurado em 1998 e pela sua cozinha passou Antoine Westermann, que captou a atenção dos inspetores Michelin. Em 2011 conquistou a estrela Michelin que se mantém até hoje.

Miguel Rocha Vieira era o chef do Fortaleza, mas acabou por sair no início de novembro. Estava no restaurante desde 2015 quando substitui Vincent Farges — que abriu o Epur, em Lisboa.

Morada: Fortaleza do Guincho, Estrada do Guincho , Areia, Cascais, Lisboa
Telefone: 214 870 491

Gusto, Almancil (Heinz Beck)

Há vários anos que a estrela Michelin escapava ao Gusto, o restaurante do hotel Conrad Algarve, em Almancil. A distinção chegou no Guia de 2018. O chef alemão Heinz Beck, mestre da gastronomia italiana, é o chef consultor, que já tinha estrelas no La Pergola, em Roma, e noutros espaços em que foi consultor em Itália e França. Daniele Pirillo é o chef residente. O hotel foi inaugurado em 2012 e o restaurante é especializado em comida mediterrânica.

Morada: Estrada da Quinta do Lago, Almancil
Telefone: 289 350 700

Henrique Leis, Almancil (Henrique Leis)

O chef dá nome ao restaurante que desde 2000 está no prestigiado Guia Michelin com uma estrela. Fica em Almancil, no Algarve, e tem duas salas, uma com lareira indicada mais para o inverno. Há menu de degustação, mas também várias propostas à carta.

Morada: Vale Formoso, 8100-267, Loulé
Telefone: 289 393 438

LAB, Sintra (Sergi Arola)

As estrelas Michelin para Sergi Arola em Espanha não são uma novidade. Já em Portugal recebeu a primeira para o LAB no Guia de 2017. Este foi o último restaurante que o chef inaugurou no Penha Longa Resort, em Sintra, em junho de 2015. Há menus de degustação, mas também várias sugestões para pedir à carta. Na carta de vinho tem mais de 550 referências, muitas delas nacionais.

Morada: Estrada da Lagoa Azul, Sintra
Telefone: 219 249 011

L’And, Montemor-o-Novo (Miguel Laffan)

“Foi um murro no estômago.” Foi desta forma que o chef reagiu à má notícia do Guia de 2016 que lhe retirou a estrela conquistada. Em 2017 o chef Miguel Laffan conseguiu voltar ao roteiro e entrar novamente no Guia. O restaurante fica no resort com o mesmo nome tem um menu muito adaptado aos produtos sazonais.

Morada: Herdade Das Valadas, Estrada Nacional 4, Montemor-o-Novo
Telefone: 266 242 400

É o único representante do Alentejo no Guia.

Largo do Paço, Amarante (Tiago Bonito)

O edifício histórico de Amarante é a casa do Hotel da Casa da Calçada. Lá dentro, esconde-se um dos melhores restaurantes do País, o Largo do Paço, que foi casa de muitos e prestigiados chefs portugueses. José Cordeiro conquistou a estrela Michelin em 2004. Ricardo Costa, hoje no The Yeatman, reconquistou-a. Seguiu-se Vítor Matos, atual chef do Antiqvvm, no Porto, também estrelado, e seguiu-se depois André Silva, o Chefe Cozinheiro do Ano em 2013.

Desde abril de 2017 que Tiago Bonito assume a responsabilidade da cozinha. Foi Chefe Cozinheiro do Ano em 2011 e passou antes pelo Tróia Design e Vilalara Thalassa Resort. Em 2016 chegou a Lisboa para abrir o Lisboeta, o espaço da Pousada de Lisboa onde agora se encontra o RIB.

Morada: Casa da Calçada, Largo do Paço, Amarante,
Telefone: 255 410 830

Loco, Lisboa (Alexandre Silva)

Alexandre Silva passou pelos restaurantes Bocca e Bica do Sapato, em Lisboa, mas foi no Loco que conseguiu trazer uma nova estrela para a cidade em 2017. Antes disso esteve também na abertura do restaurante do hotel de cinco estrelas Alentejo Marmoris. O chef tem ainda um espaço no Mercado da Ribeira. No Loco, na Estrela, há dois menus de degustação: um com 18 momentos, a 90€, o  Loco, e o Descobrir, com 14 momentos, por 80€.

Morada: Rua dos Navegantes, 53B, Lisboa
Telefone: 213 951 861

Antiqvvm, Porto (Vítor Matos)

Quando Vítor Matos deixou o cargo de chef do Largo do Paço, em Amarante, não havia sinais de novos projetos à vista. Mas não tardou muito a encontrar um escape para a criatividade. O local escolhido foi o Antiqvvm, o restaurante do Porto que ocupou o espaço do antigo Solar do Vinho do Porto, perto dos caminhos do Romântico e com uma vista privilegiada sobre o Douro. Conseguiu ao fim de um ano a conquista da estrela no Guia Michelin de 2017.

Morada: Rua de Entre-Quintas, 220, Porto
Telefone: 914 785 760

Bon Bon, Carvoeiro (Louis Anjos)

Foi a grande surpresa na edição 2016 do Guia Michelin para Portugal. A estrela foi ganha pelo chef Rui Silvestre, que está agora no restaurante Vistas, também na região algarvia. Louis Anjos é o atual responsável pela cozinha. Antes esteve no restaurante Macdonald Monchique Resort & SPA, também no Algarve.

Morada: Urbanização Cabeço de Pias, Carvoeiro
Telefone: 282 341 496

Eleven, Lisboa (Joachim Koerper)

Joachim Koerper perdeu a estrela no restaurante de Lisboa no Guia de 2011. Foi recuperada no Guia de 2014 e, desde então, nunca mais a perdeu de novo. Fica no topo do Parque Eduardo VII e tem uma das melhores vistas sobre Lisboa.

Morada: Rua Marquês de Fronteira, Lisboa
Telefone: 213 862 211

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT