Restaurantes

43% dos restaurantes em Portugal pondera pedir insolvência

No alojamento turístico a percentagem é de 17%. A maioria das empresas de bebidas e restauração registou "perdas acima dos 40%".
A restauração foi bastante afetada pela pandemia.

O mais recente inquérito mensal da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) — divulgado esta terça-feira, 4 de agosto, e citado pela Agência Lusa e pelo “Observador” — conclui que 43 por cento das empresas de restauração e bebidas e 17 por cento dos alojamentos turísticos em Portugal ponderam avançar para insolvência.

A maioria dos restaurantes, bares e outros espaços semelhantes “refere que não irá conseguir suportar os encargos habituais, como pessoal, rendas, energia, fornecedores e outros, a partir do mês de agosto”, diz a AHRESP.

A associação revela ainda que 75 por cento das empresas de bebidas e restauração inquiridas registaram “perdas acima dos 40 por cento” na faturação durante o mês de julho. O inquérito conclui que mais de 30 por cento das empresas não “conseguiu manter todos os postos de trabalho até ao final do ano” e que 16 por cento delas já despediram trabalhadores desde o início do estado de emergência.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT