Gourmet e Vinhos

Projeto Caixa Solidária chega ao Pingo Doce

O conceito de um fotojornalista começou em ponto pequeno e continua a crescer.
São mais nove Caixas Solidárias.

Tudo começou com uma primeira caixa em Carcavelos. Com a pandemia a fazer-se sentir no País e em particular na economia, a ideia do fotojornalista Nuno Botelho era ajudar um pouco.

Numa caixa, quem quisesse e pudesse, colocava alguns bens de higiene e alimentares que pessoas com carências poderiam depois recolher. Em poucos meses, a Caixa Solidária chega a cada vez mais pessoas e diferentes pontos de Portugal. O Pingo Doce é a mais recente entidade a juntar-se ao movimento.

A cadeia de hipermercados anunciou que vai disponibilizar Caixas Solidárias no exterior de nove dos principais espaços que detém. São eles: Santa Maria da Feira, Aveiro, Póvoa de Varzim, Barreiro, Bela Vista, Telheiras e das suas lojas de Linda-a-Velha, Bobadela e Faro (Penha).

Nestas caixas as pessoas poderão colocar enlatados, massas/arroz, óleo/azeite, leite, ou outras mercearias, bem como produtos de higiene pessoal. Para uma maior segurança, existe um dispensador de álcool gel na parte lateral da caixa, adianta o Pingo Doce. A Caixa Solidária conta atualmente com cerca de 2.400 pontos espalhados pelo País.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT