Cafés e Bares

Cerveja portuguesa Quinas acusada de racismo no Brasil

A campanha publicitária destina-se ao mercado africano, mas foram os brasileiros que mais se indignaram.
Ninguém quer brindar.

A 25 de janeiro, a Quinas, uma marca portuguesa de cerveja criada em julho de 2018, partilhou uma nova campanha publicitária na página oficial de Facebook. Na imagem, aparece um copo de cerveja visto de cima, com a espuma a formar o continente africano. A acompanhar, surge a frase: “Os portugueses são conquistadores. Gostam de deixar marca por onde passam”. A ideia era anunciar que a bebida estava a chegar à África do Sul.

O que a marca não previa era que a campanha tivesse efeitos tão negativos no Brasil. Nos quase dois mil comentários à publicação, os brasileiros mostram-se bastante descontentes, chegando mesmo a apelidar os portugueses de “ladrões” e “infelizes”.

“Os portugueses são conquistadores e gostam de deixar marca onde passam”.Campanha publicitária de nova cerveja…

Publicado por MC Somsen em Domingo, 3 de fevereiro de 2019

Miguel Somsen, jornalista e escritor, divulgou este domingo, 3 de fevereiro, o caso nas redes sociais e remete para a página oficial da Quinas. Lá, podem ler-se textos odiosos, como: “Destruíram todo por onde passaram. Essa é a marca”; “Ladrões, esclavagistas, assassinos”; ou “Vocês são ridículos. É melhor mudarem a equipa de marketing, porque em África já não voltam a ‘conquistar’ absolutamente nada”.

Mas há mais. “Deixaram marcas até hoje, por isso é que o Brasil está a merda que está” e “África, escondam o ouro que sobrou” são outros comentários.

Houve até quem fosse mais longe e fizesse uma montagem com a nova campanha da marca portuguesa. No lugar da frase publicitária escreveram: “Os portugueses têm mais é que se foder. Só não riem quando a cerveja acaba”.

Até à data de publicação deste artigo, a marca de portuguesa Quinas não comentou a polémica.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT