NiTfm live

restaurantes

Vítor Sobral mantém restaurantes e padarias abertas só com take-away e delivery

O chef encerrou alguns dos espaços, mas continua com a atividade noutros, com sistemas diferentes de entrega de refeições.
As padarias mantém-se abertas.

Vítor Sobral não foi tão radical como outros colegas de profissão e manteve alguns dos espaços de restauração abertos, apesar do surto de Covid-19 em Portugal. Houve projetos que encerrou, outros mudou a forma de serviço ao apostar em take-away e entregas ao domicílio.

Os restaurantes Tasca da Esquina e Peixaria da Esquina, em Campo de Ourique, em Lisboa, não vão receber clientes nas salas. Ainda assim estão a funcionar com recurso às plataformas de entregas em casa, como é o caso da Glovo e do noMENU. É ainda possível pedir pratos em regime de take-away, que serão entregues à porta.

“Não me faz sentido que um médico, um enfermeiro ou um bombeiro queira encomendar uma refeição para a sua família e que eu não contribua para suprir essa necessidade. Tenho a responsabilidade social de ajudar, prestando um serviço útil a todos. Tenho de continuar a prestar serviços que ajudem a sociedade civil”, explica o chef Vítor Sobral.

As três padarias da Esquina em Alvalade, Campo de Ourique e Alvalade também estão abertas, mas apenas com serviço ao balcão e com as várias sugestões preparadas de forma artesanal. Neste caso, as encomendas também são possíveis, mas só para compras superiores a 5€.

Dos projetos que Vítor Sobral tem em Lisboa, ficam apenas encerrados o Talho da Esquina e o corner que tem no interior do Time Out Market, no Cais do Sodré.