NiTfm live

restaurantes

Telepizza reforça regras de segurança no serviço de entregas ao domicílio

São várias as medidas que a cadeia de restaurantes vai passar a adotar devido ao surto de Covid-19.
A marca encerrou todos os restaurantes do País.

Com a declaração do estado de emergência em Portugal e face à pandemia de Covid-19, todos os restaurantes encerraram as suas lojas físicas, mantendo só os serviços de take-away e entregas ao domicílio em funcionamento.

A Telepizza, além de ter encerrado todos os estabelecimentos no País, reforçou as regras de segurança nos serviços de entrega em casa — que já se encontram em vigor — como forma de reduzir ainda mais o contacto entre o colaborador e o cliente no ato de entrega dos pedidos.

Quando o cliente faz o seu pedido, no site ou na aplicação, o ideal é fazer o pagamento através de uma dessas plataformas. Existe a possibilidade de pagar através do multibanco, por contactless, sempre que for possível, mantendo a maior distância de segurança possível. A máquina será desinfetada em cada pedido.

No ato de entrega, o colaborador estará sempre protegido por luvas e pelo capacete, que nunca será retirado. Quando chegar a casa do cliente com o pedido, o colaborador informa que o pedido já chegou e seguirá sempre as normas recomendadas no que diz respeito à desinfeção das mãos.

Além do pedido, o distribuidor leva uma caixa vazia. A entrega não será feita diretamente na casa do cliente, mas sim na zona indicada e sempre sobre uma caixa completamente vazia, para que o pedido não contacte diretamente com o chão.

Após colocar o pedido sobre a caixa, deverá manter uma distância de segurança mínima de dois metros e esperar que o cliente fique com o pedido, recolhendo depois a caixa vazia.

As medidas tomadas pela Telepizza servem para que a cadeia de restaurantes possa continuar em funcionamento de forma segura e apela a que todos os seus clientes permaneçam em casa.