NiTfm live

restaurantes

Picanha, marisco e maminha: tudo para comer à discrição e sem pagar muito

A NiT tem sugestões novas em Lisboa, no Porto e também na Margem Sul.
É para comer à vontade.

“Quer mais picanha?” Esta é a frase que os empregados mais dizem no Gordos, o restaurante da Costa de Caparica. Do lado dos clientes, a resposta é a mais simples de todas: “Sim, pode trazer mais.” O espaço foi inaugurado no início de outubro e serve a carne à discrição, com acompanhamentos incluídos, tanto aos almoços como ao jantar. O preço ajuda a explicar a popularidade: 11,90€ por pessoa.

Este é apenas um dos novos restaurantes que abriram nos últimos meses onde come muito e paga pouco. Além da picanha, há sugestões para experimentar maminha, marisco ou até pratos vegetarianos, tudo em modo all you can eat para repetir quantas vezes quiser — e o estômago deixar.

No Picanharia, no Porto, fazem um serviço idêntico ao do restaurante Gordos: picanha à discrição cortada finamente com acompanhamentos incluídos. É só pedir que lhe trazem mais travessas. Se preferir maminha, tem de visitar o Talho Central, o projeto do Barreiro que chegou a Lisboa, à zona do Lumiar.

Mais saudável é a proposta do daTerra. O projeto abriu no Parque das Nações, em Lisboa. Aqui é o cliente que se serve no buffet— e onde apenas encontra sugestões vegan e vegetarianas. Mudam todas as semanas. O menu pode ser consultado no site.

Carregue na galeria para conhecer os novos restaurantes com comida à discrição.