NiTfm live

restaurantes

Os melhores pratos asiáticos estão no novo Rebel Asian Lisboa

O restaurante abriu no início de dezembro no Cais do Sodré e junta no menu sugestões do Japão, China, Tailândia e Vietname.
Há sugestões de street food e muito mais.

Os irmãos Luís e Hugo Gasparinho não conseguiram ficar quietos durante muito tempo. Em agosto abriram no Cais do Sodré, em Lisboa, um bar cheio de cocktails criativos, o Desordem. No início de dezembro, voltaram a apostar na mesma zona da cidade para inaugurarem um restaurante dedicado aos sabores asiáticos. Chama-se Rebel Asian Lisboa, fica na Rua da Boavista e está em soft opening desde sexta-feira, 6 de dezembro.

“Há uns anos, fiz uma viagem pela Ásia e comecei a dar mais atenção à comida asiática. Depois de experimentar vários espaços em Lisboa, percebi que nada era genuíno”, explica à NiT Luís Gasparinho. Para este projeto, ele e o irmão juntaram-se também ao chef Mário Sousa Borges, que passou pelo European Asian Taste, em Estocolmo, na Suécia.

“Os portugueses associam muito a comida asiática ao sushi, a massa com legumes e a arroz com proteína. É muito mais do que isso. Essas são sugestões mais operárias e não muito tradicionais, que é algo mais.”

A ideia base partiu da street food asiática, mas o conceito do Rebel Asian Lisboa acabou por evoluir, apesar de essa continuar a ser a base. “São várias as propostas que temos para as pessoas partilharem. Também na decoração quisemos trazer um ambiente típico das ruas, com as luzes, as lanternas e até os posters.”

Tem capacidade para 48 pessoas.

Para o menu, não quiseram trazer só as propostas tradicionais. É nos sabores que mais vai notar as influências de países como o Japão, China, Tailândia e Vietname. “Os ingredientes são todos da cozinha asiática, mas quisemos adaptar e apresentar tudo de uma forma mais divertida.”

Pode começar pelo Wonton Scampi, com dashi de camarão, picle de chili e cebolo (6€); o corn tempura, com milho e molho agridoce (4€); o chilli chicken, com gengibre, alho e molho agridoce (5€); ou o yellow curry, com camarão, leite de coco e coentros (9€).

Outra das propostas passam pelo salmon tapioca, com soja e sésamo (7,50€); o beef tartar, com picle de chili, amendoim e ovo de codorniz (7,50€); ou a salada de rosbife com amendoins e vinagrete (6,50€).

As bowls de noodle também fazem parte do menu do Rebel Asian Lisboa. Tem a de cogumelos Portobello com cougette, ervilhas, bok choy e trufa (7€); a de barriga de porco com ovo, amendoim e couve (7,50€); e a de camarão com picles, couve e alface iceberg (7,50€).

Pork wok.

A obra não foi muito complicada de fazer, já que a base de cozinha estava feita. Ali funcionou o Crave, dedicado a saladas e a comida saudável. O espaço tem capacidade para 48 pessoas. E como são responsáveis pelo Desordem, para o Rebel Asian Lisboa trouxeram também um toque de bar.

João Sancheira é também o responsável pelo menu de bebidas. Grande parte das referências que usa são asiáticas e até existem versões mais tradicionais em que usam ingredientes diferentes. Por exemplo, o mojito é preparado com menta e para a sangria são acrescentadas líchias.

Depois de passar o período de soft opening, vão criar um menu de almoço onde todos os dias haverá um prato diferente do menu apresentado com acompanhamentos numa versão maior.

Quem manda nisto tudo?

Nome: Luís Gasparinho
Idade: 31 anos
Prato favorito: bowl pork
Convença-nos a visitar este espaço: “Não há nenhum restaurante em Lisboa com os mesmos pratos que nós. Esta é uma abordagem diferente à cozinha asiática.”

Nome: Hugo Gasparinho
Idade: 28 anos

NomeMário Sousa Borges
Idade: 32 anos

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Rebel Asian Lisboa.

localização, contactos e horários

morada
  • Rebel Asian Lisboa [ver mapa]
    Rua da Boavista, 32, 1600-066 Lisboa
    1600-066 Lisboa
    localizações
    Lisboa, Cais do Sodré
site e redes sociais