NiTfm live

Restaurantes

O novo restaurante trendy de Nova Iorque fica escondido atrás de um quadro

O Frevo é o mais recente spot de Greenwich Village, em Manhattan (EUA), e está na parte de trás de uma galeria de arte.
É segredo!

O novo restaurante secreto de Nova Iorque, nos Estados Unidos, está a atrair turistas e também moradores da cidade ao Greenwich Village, em Manhattan. O Frevo fica escondido dentro de uma galeria de arte, abriu em meados de maio e é o spot do momento.

Ao contrário da maioria dos restaurantes trendy, este não quer chamar a atenção de quem passa na rua. Quem vai até ao endereço na West 8th Street encontra uma galeria com seis obras de arte alegres e coloridas do francês Toma L. Qualquer pessoa pode entrar, ver a exposição e comprar um quadro.

Entretanto, para conhecer o restaurante e jantar no Frevo é preciso ter reserva. Próximo da hora marcada, a hostess aparece por detrás de uma das obras, numa porta secreta, e leva o cliente até à mesa. Do lado de dentro estão 18 lugares ao balcão, onde é possível assistir a toda a preparação dos pratos, mas há também uma mesa privada para seis pessoas.

Se tiver sorte, pode ser recebido pelo próprio chef, o brasileiro Franco Sampogna, que tem o hábito de cumprimentar os primeiros clientes da noite. O chef de cozinha internacional tem apenas 28 anos e concentrou grande parte da carreira em França.

“Eu vim para cá (Nova Iorque) depois de passar anos a estudar com alguns dos melhores mestres franceses. Mas, no fim, tive a minha própria visão: criar um destino gastronómico que fosse acolhedor, sem a ostentação daquilo a que costumamos chamar de ‘alta gastronomia’”, contou Franco Sampogna numa entrevista à revista “Forbes“.

Apesar do sucesso, o chef garantiu que não teve financiadores de peso e que não foi fácil abrir o restaurante em Manhattan, mas que a equipa insistiu porque acreditava muito no projeto.

O currículo impressionante do brasileiro tem passagens por restaurantes com três estrelas Michelin, como La Chevre d’Or, em Eze-Village, no litoral sul de França; o Guy Savoy, em Paris; e o Hôtel Plaza Athénée, na Avenue Montaigne, perto dos Champs-Elysées, também em Paris.

O conceito do espaço combina o design francês com o glamour e a energia nova-iorquina. A carta é sazonal e a degustação tem cinco pratos que vão mudar ao longo do ano. Por enquanto, o chef Sampogna inicia a refeição com uma entrada de espargos verdes, pistachio e coco. Em seguida, serve um ravioli com lula.

Depois, há uma degustação de halibute (um tipo de peixe) com bulbos de erva-doce caramelizados e pão crocante. O quarto prato é um pato de Pequim que é cozido até ficar super macio. Para terminar, a sobremesa é uma tarte de lima e limão com amêndoas e um toque de vodka.

No restaurante, a bebida também tem tratamento excecional. O sommelier residente é Quentin Vauleon, vencedor do prémio francês de Melhor Jovem Sommelier em 2017.

O Frevo abre de terça-feira a sábado, apenas para o jantar. Se já estiver a planear as próximas férias em Nova Iorque depois de ler este artigo, saiba que há bilhetes de avião em setembro de 2019 com saída a partir de Lisboa por 487€ (ida e volta).

Carregue na galeria para conhecer o Frevo, em Nova Iorque (EUA).

localização, contactos e horários

site e redes sociais
horários
  • Terça a sábado, das: 18:00
  • às: 23:00