NiTfm live

restaurantes

O novo restaurante cheio de estilo de Lisboa já foi uma drogaria

Esse foi o nome escolhido para o projeto que tem uma ementa com vários pratos de comida portuguesa com um toque contemporâneo.
A cozinha é portuguesa mas com muito requinte.

Já foi uma drogaria, uma mercearia, uma retrosaria e um armazém de móveis. Mas desde o final de junho que no número 8 da Rua Joaquim Casimiro, em Lisboa, funciona um restaurante com muito estilo. Chama-se Drogaria, o nome do primeiro conceito que ali existiu, e tem um menu com várias sugestões portuguesas, tudo com um toque contemporâneo e requintado — naquele espaço só podia ser assim.

Paulo Aguiar, 50 anos, é o responsável. Já teve vários projetos ligados à construção civil na Ásia e no Médio Oriente. A Drogaria não é a sua estreia na restauração. Abriu há cinco anos um espaço em Timor-Leste, onde vivia até ter sentido que era o timing certo para voltar a Portugal.

“Estava na altura de voltar a Lisboa e ter um projeto próprio. Vi esta loja no bairro onde nasci [Alcântara] que tinha sido uma drogaria e percebi que tinha potencial”, explica Paulo à NiT.

Desde que começou a pensar no conceito, até ter tudo finalizado para abrir ao público, passou um ano. “A comida sempre foi uma paixão. Queria trazer um pouco da Lisboa antiga à mesa, mas de uma forma moderna, com pratos contemporâneos.”

Um armazém de móveis foi o último projeto que ali funcionou. Do recheio desse espaço só ficou um antigo armário que agora serve de apoio ao restaurante. Para começar a refeição, tem os espargos com maionese vegan, ervas e amêndoas (9,50€); o carapau curado com malagueta, picles e ervas (13,50€); ou as gyozas de cozido à portuguesa com picles de nabo (8,50€).

A cozinha é de inspiração portuguesa.

Na parte da carta dedicada ao peixe, como seria de esperar, o bacalhau é uma opção forte. A receita à Brás é apresentada com um puré de azeitona, batata e gema no topo (16€). Há ainda um polvo, servido com puré de grão (18,50€). Entre as carnes, experimente a galinha com arroz de vinho tinto (17€) ou o lombo de porco ibérico que chega com cebola e puré de bolotas (19€).

Termine com a tarte de framboesa com merengue queimado (7,50€), o macaron de chocolate com fondant de caramelo (6€) ou o creme de pêssego com agave (6€).

O Drogaria tem capacidade para 40 clientes. Por enquanto, apenas funciona aos jantares, mas o objetivo é, a partir de setembro, passar a servir almoços. A carta será um pouco mais simples, mas irá ficar na mesma linha.

Quem manda nisto tudo?

Nome: Paulo Aguiar
Idade: 50 anos
Prato favorito: asa de raia
Convença-nos a visitar este espaço: “Trazer Lisboa antiga para cima da mesa.”

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Drogaria.

localização, contactos e horários

morada
  • Drogaria [ver mapa]
    Rua Joaquim Casimiro, 8, Lisboa
    1200-741 Lisboa
    localizações
    Lisboa, Alcântara
site e redes sociais
horários
  • Das: 19:00
  • Às: 00:00
  • Fecha segunda e domingo.

ficha técnica

tipo(s) de cozinha
Portuguesa
intervalo de valores
Entre 20€ e 30€