NiTfm live

Restaurantes

O novo espaço do chef Kiko é um balcão de sushi tradicional — só tem 11 lugares

A Barra Japonesa fica na Rua da Rosa, em Lisboa, e vai estar em regime de soft opening entre 27 e 28 de julho.
O espaço fica dentro d'O Asiático.

O hall d’O Asiático já estava preenchido com fotografias que o chef Kiko tirou durante as suas viagens à volta do mundo. Espalhadas pelo teto e pelas paredes, dão as boas vindas a quem entra no restaurante dedicado à comida asiática, inaugurado em 2016 na Rua da Rosa, em Lisboa. 

Agora, a entrada de 35 metros quadrados levou uma volta e transformou-se n’A Barra Japonesa, um balcão com lugar para 11 pessoas que serve uma carta cem por cento dedicada à cozinha japonesa, inspirada nas tradições do Japão mas com o toque contemporâneo do chef português. Há sugestões com foie gras, picanha de wagyu ou beterraba, mas o conceito não deve ser confundido com o sushi de fusão: “Queijo creme é algo que não entra em nenhum restaurante meu”, conta à NiT Kiko Martins.

Foi uma obra “meio doida” que tornou A Barra Japonesa possível — quatro meses e meio em que a parte direita do hall d’O Asiático esteve tapada para fazer as remodelações, sem ser preciso fechar o restaurante um único dia. Agora, há três lugares a ocupar o espaço onde antes estava a casa de banho (que se mudou para o lado esquerdo) e a cozinha encolheu para dar lugar à bancada que compõe o micro-restaurante dedicado ao sushi. 

A carta d’O Asiático tinha deixado de fora a iguaria japonesa, mas os pedidos de muitos clientes semearam no empresário a ideia de criar a barra. Agora, quem passar as portas do hall e se sentar no restaurante também já pode pedir sushi: há dois combinados que vão ser servidos n’O Asiático, de 15 (27,10€) e 22 (39,80€) peças.

A comandar A Barra Japonesa está Bruno Gomes, de 38 anos. O shushiman começou a carreira em Lisboa no Nood, um dos primeiros restaurantes dedicados à cozinha asiática na cidade. Emigrou para a Noruega e, por lá, trabalhou em vários espaços com chefs experientes em cozinha pan-asiática. De volta a Portugal, passou pelo Cozy, em Braga, e agora está há três meses a preparar o lançamento do novo espaço.

A “barra japonesa”.

“Sempre tive o sonho de lançar uma coisa de sushi, mas não tinha competência para o fazer”, conta Kiko Martins. Com o apoio de Bruno, desenvolveu uma carta com pratos que fundiram a imaginação de um com a experiência do outro e resultaram em obras gastronómicas como o salmão com gamba do Algarve e tapioca trufada (13,40€) e o tártaro de carne wagyu com kimchi, arroz frito e cebolinho (15,90€).

Mas o prato que promete arrancar mais suspiros é bem capaz de ser o sand’o’châ: uma sanduíche de pão de brioche torrado com caranguejo real do Alasca, alface baby e wasabi (16,30€).

O ambiente do espaço pretende ser intimista, com os 11 lugares ao balcão muito próximos dos cozinheiros, a decoração em tons vermelho e preto e a luz suave a sair dos focos. À frente dos clientes está um prato com uma mensagem gravada na superfície — “é muito presunçoso o que está aí escrito, mas é ‘Kiko'”, conta-nos o chef. Os caracteres vermelhos podiam ser japoneses, mas o empresário parece não ter a certeza. “Foi a filha do meu sócio que escreveu, ela está a ter aulas de chinês”, confessa entre risos. 

Como uma novidade nunca vem só, o chef português está a também a preparar um novo espaço no Largo Camões, em Lisboa. “É um projeto que tenho na manga há dois anos e meio”, conta. A data de abertura ainda não é certa, mas o chef Kiko deixou uma pista: “talvez menos de um mês”. Enquanto espera, pode passar pel’A Barra Japonesa, que vai estar em registo de soft opening no próximo fim de semana (27 e 28 de julho) e abre oficialmente a partir de segunda-feira, 29 de julho.

A seguir, carregue na galeria para conhecer alguns dos pratos que pode encontrar no espaço.

 

localização, contactos e horários

morada
  • O Asiático [ver mapa]
    Rua da Rosa, 317
    1200-386 Lisboa - Portugal