NiTfm live

Restaurantes

Estas são as novas steakhouses da Grande Lisboa que tem (mesmo) de conhecer

Entre junho e agosto, a região ganhou novos espaços dedicados à carne. Reunimos todas as sugestões num só artigo.
Os carnívoros vão amar.

É a pergunta mais importante da refeição: bem, médio ou mal passado? Nas novas steakhouses da Grande Lisboa, o ponto da carne é tudo e é o que faz refeições transformarem-se em momentos de enorme prazer. Entre o final de junho e o mês de agosto, a região ganhou novos spots dedicados à esta especialidade. Por isso, a NiT decidiu facilitar a sua vida e reunir todas as informações que precisa neste artigo.

O Labrazza, no Parque das Nações, em Lisboa, é o local onde pode comer toda a picanha que quiser aos almoços e jantares por 13,90€. A picanha é cortada de uma forma mais fina do que é habitual noutros conceitos de churrasco brasileiro. A acompanhar tem arroz de alho, feijão preto, salada e batata frita. Aqui, os veganos não vão sentir-se excluídos. Há uma kafta de vegetais, mas que não é servida em modo all you can eat. Custa 7,50€ e inclui também vários acompanhamentos.

No Varanda Azul há carnes maturadas para comer com vista sobre Belém. As carnes são a estrela do menu: tem o entrecôte (16,90€); a picanha (13,90€); a vazia maturada (14,90€); o lombo (15,90€); T-bone (38,90€); tomahawk (56,90€).

A Margem Sul também ganhou um novo restaurante para os amantes de carne. A Oficina da Carne abriu na Rua Cândido dos Reis, no final de junho. O conceito já existia em Almada e em Benfica, mas este é o primeiro espaço de rua do grupo e traz mais opções ao menu. 

As carnes continuam a ser o destaque da ementa. Tem T-bone (19,90€), picanha (12,90€), maminha (12,50€), bife da vazia maturada (18,90€), chuletón (18,90€), tomahawk (32,90€) ou entrecôte argentino (14,90€).

Carregue na galeria para conhecer as steakhouses que abriram entre o final de junho e agosto deste ano.