NiTfm live

restaurantes

MBH: a nova hamburguesería de Lisboa só tem carne da Argentina

Há um hambúrguer servido em pão de Deus e outras opções em pão caseiro. Esta é uma cadeia que tem já 14 espaços.
Há um servido em pão de Deus.

O pão de Deus já tinha evoluído de um simples bolo de pastelaria para sandes mista. Porém, agora também pode ser degustado com um hambúrguer no interior. Esta é uma das opções do novo MBH. A hamburgueria já tinha 14 espaços na Argentina — daí o hamburguesería — e abriu em Portugal a 7 de dezembro o primeiro restaurante na Europa.

“A primeira ideia era abrir em Madrid, mas preferirmos começar primeiro em Lisboa”, explica à NiT David Martins. É português e um dos três sócios do MBH. Nasceu em Lisboa, tem 37 anos e um passado ligado à área da comunicação e gestão de empresas. Trabalhou na Expo 98, mas também numa clínica de estética no Brasil, antes de ir para a Argentina, de onde é natural a mulher.

Neste país da América do Sul juntou-se com mais dois sócios para abrir a MBH. São eles Gabriel Vitraponi, licenciado em química, e Diego Ibarra, chef executivo dos escritórios da Google na Argentina. “Tínhamos logo a ideia de criar um franchise.” E assim foi. Em agosto de 2014 inauguraram o primeiro em Buenos Aires. Hoje tem 14 na Argentina — o de Lisboa é o 15.º.

Todos os hambúrgueres são feitos com carne argentina, que importam para Portugal, e têm nomes dos bairros da cidade em que se insere. As combinações são idênticas às que já existem, mas há pratos criados especificamente para o restaurante de Lisboa.

O novo MBH fica na zona de Roma e tem capacidade para 27 pessoas. O pão usado é feito todos os dias na cozinha da hamburgueria e ligeiramente torrado antes de chegar à mesa. Experimente o Campolide, com cheddar, bacon, alface, tomate, ketchup e mostarda (8,90€), o Campo de Ourique, com roquefort, ananás grelhado, cebola caramelizada (10,20€), o Príncipe Real, a sugestão vegetariana com hambúrguer de feijão (10,50€), ou o Bairro Alto, com 360 gramas de carne, cheddar, bacon e aro de cebola (12,90€).

O servido em pão de Deus é o La De Dios (11,5€). Tem cheddar, bacon e molho barbecue. “Na Argentina quase não servimos os hambúrgueres com talheres. A maioria das pessoas come à mão, mas aqui ainda não existe muito essa ideia.”

Os hambúrgueres chegam com batata, mas para começar nada como pedir um prato de batatas com queijo e bacon (3,80€). Para quem preferir algo mais leve, há saladas também. Acompanhe com cerveja artesanal, sidra ou uma das limonadas.

Tem a clássica (2€), a de frutos vermelhos (2€) e a de hortelã gengibre (2€). Pode acrescentar um shot de vodka por 3€. No final experimente a chocotorta, a única sobremesa do menu que junta Oreo e Nutella num só (2,50€).

Durante este ano têm o objetivo de abrir no Porto, mas também chegar a Espanha, a Madrid, sempre com a mudança de nome nos hambúrgueres de acordo com os bairros.

Quem manda nisto tudo

Nome: David Martins
Idade: 37 anos
Prato favorito: hambúrguer Chiado
Maior guilty pleasure: chocotorta
Convença-nos a visitar este espaço: “É uma experiência única com hambúrgueres de carne argentina”.

Carregue na galeria para conhecer mais sobre a MBH.

localização, contactos e horários

morada
  • MBH [ver mapa]
    Travessa Henrique Cardoso, 52, Lisboa
    1700-288 Lisboa
    localização
    Lisboa
site e redes sociais
horários
  • Das: 12:00
  • Às: 23:00
  • Fecha domingo

ficha técnica

tipo(s) de cozinha
Hamburgueria
intervalo de valores
Entre 10€ e 20€