NiTfm live

Restaurantes

Marlene Vieira abre dois novos restaurantes no Terminal de Cruzeiros de Lisboa

O novo conceito gastronómico da chef fica à beira do Tejo e vai ter o primeiro dessert bar de Portugal.
Um novo espaço dois em um.

Aos 12 anos, Marlene Vieira pediu aos pais que a deixassem trabalhar num restaurante durante as férias de verão. Aos 35, a chef recria os pratos da cozinha portuguesa de forma inovadora e prepara-se para inaugurar dois novos espaços no Terminal de Cruzeiros de Lisboa.

O anúncio do novo empreendimento da chef portuguesa foi feito esta segunda-feira, 14 de outubro. À beira do rio Tejo, num edifício de linhas modernas assinado pelo arquiteto Carrilho de Graça, Marlene Vieira vai abrir um restaurante composto por dois espaços distintos. As obras já estão em andamento e devem terminar no primeiro trimestre de 2020.

Um dos espaços será um gastrobar com uma loja de produtos portugueses e, para complementar, o primeiro dessert bar de Portugal. O outro será um restaurante de assinatura onde a chef promete demonstrar toda a sua paixão pela gastronomia nacional. 

A ideia do duplo espaço é homenagear a cozinha nacional, mas também libertar-se da rigidez das receitas, sempre a focar nos sabores que nortearam a sua identidade como chef.

“Este é um projecto ambicioso, em que pretendo criar um novo receituário português”. É um novo começo para mim, em que a minha única âncora vão ser os nossos produtos autóctones”, antecipa Marlene Vieira.

Para comandar o dessert bar, vai contar com a ajuda do chef pasteleiro Luca Arguelles, que está a trabalhar há mais de seis meses neste novo projeto para transformá-lo num espaço de experimentação e muitas surpresas para quem não abre mão de uma sobremesa criativa e bem elaborada.

A fachada do novo espaço.

Com a nova aposta na Doca do Jardim do Tabaco, no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, Marlene Vieira pretende ser uma inspiração para que mais mulheres façam parte do universo da gastronomia que é essencialmente masculino. 

“Ambiciono fazer a cozinha que quero e ser admirada nesta área. Cozinho gastronomia portuguesa e tento respeitar as receitas originais”, revela a chef portuguesa.