Restaurantes

Leopold: renasceu o restaurante minimalista de Lisboa

O projeto do chef Tiago Feio já está na terceira vida. Os produtos são locais e o espaço, que só tem um menu de degustação, continua acolhedor.

O restaurante tem a cozinha aberta

Há três anos, nascia em Lisboa o restaurante Leopold, num espaço minúsculo da Mouraria que tinha pertencido a uma padaria. Só tinha lugar para 20 pessoas e a comida que servia era simples, com um conceito minimalista: poucos sabores e produtos locais.

“Na altura foi por necessidade”, recorda à NiT o chef Tiago Feio, que já trabalhou no Largo, com Miguel Castro e Silva, e é o criador do Leopold, em conjunto com a mulher, Ana Cachaço. O novo Leopold abriu a 5 de abril, num sítio que estava reservado há vários meses. “É a continuação do espaço anterior, apesar de ter coisas diferentes. Continua a não parecer um restaurante.”

O espaço tornou-se conhecido pelos pratos diferentes e por causa disso surgiu o convite do hotel Palácio Belmonte, na encosta do Castelo de São Jorge, para lá instalar o Leopold. O novo espaço só serve jantares.

“A ideia nunca foi ser um restaurante de hotel. Não tem serviço de quartos nem pequenos-almoços. E o licenciamento da Câmara Municipal de Lisboa demorou tanto tempo que no último verão fizemos várias experiências pop up.”

O Leopold existiu durante cerca de um mês e meio em alguns apartamentos da baixa de Lisboa, e manteve-se o conceito, como no atual restaurante. Um ambiente familiar, de partilha e com uma cozinha aberta — foi assim que a ideia nasceu na casa de Tiago Feio e Ana Cachaço, que faziam almoços e jantares para os amigos.

O nome Leopold, aliás, também vem da mesma casa — havia um poster na parede que Ana Cachaço tinha trazido do museu de arte Leopold, de Viena, na Áustria, e o nome passou a ter esse significado para o casal.

O restaurante só tem um menu de degustação, que custa 40€ por pessoa. As entradas são um prato de ostras com folhas e flores, espargos, túbaros com especiarias e pão com manteiga de ovelha e algas.

Depois, há pratos de carne de novilho dos Açores, algas e mizuna; além de ovo com cogumelos shitake e trigo sarraceno. A sobremesa é banana com queijo de São Jorge e aveia de canela.

“Continuamos a apostar nas texturas, nos sabores muito limpos, na simplicidade.”

Tirando os sabores, o mesmo pode ser dito da decoração, pensada por designers locais. O espaço tem cerca de 60 metros quadrados e lugar para 22 pessoas. “Continua a ser pequeno, mas tem o dobro do tamanho do outro.”

Carregue na imagem para conhecer o espaço do Leopold.

localização, contactos e horários

morada
  • Leopold [ver mapa]
    Pátio de Dom Fradique, 12, Lisboa
    - Portugal
    localizações
    Lisboa, Castelo
site e redes sociais
horários
  • Das: 19:00
  • Às: 23:00
  • Fecha às segundas e terças-feiras
Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo