NiTfm live

restaurantes

Honest Greens faz entregas de comida saudável e vegan em Lisboa

A cadeia espanhola chegou a Lisboa no início de fevereiro e teve de encerrar devido à Covid-19. Regressa mas só com delivery.
Só abre para take-away e delivery.

A Honest Greens abriu em Lisboa no início de fevereiro. A chegada da cadeia espanhola a Portugal há muito que era pedida. Devido ao surto de Covid-19, o restaurante do Parque das Nações teve de encerrar, assim como outros da Plateform, o grupo de restauração do qual faz parte. Desde esta quarta-feira, 25 de março, que voltou ao ativo, mas apenas com take-away e delivery.

Todos os cuidados indicados pelas autoridades de saúde estão a ser seguidos. O uso de máscaras e luvas é obrigatório por todos os empregados que serão ainda alvos de um controlo de temperatura periódico. Há ainda vários pontos de gel desinfetante espalhados pelo espaço. 

Se decidir ir até ao Parque das Nações levantar o pedido, vai encontrar uma fita a delimitar a distância ente os clientes e os empregados em dois metros. Só é atendida uma pessoa de cada vez e os pagamentos apenas são válidos com cartão ou MB Way. Já se o pedido for feito online, através da Uber Eats, com quem fizeram parceria, é na aplicação que faz o pagamento.

Sugestões paleo, vegetarianas, vegan, tudo sem ingredientes processados ou refinados: esta é a proposta do Honest Greens que passa a estar mais uma vez disponível, mas numa versão reduzida. Ainda assim, com tudo aquilo a que tem direito.

A entregas são feitas em caixas.

Entre os pratos pode escolher o salmão grelhado no carvão com alga nori (7,90€); o tofu com molho de ervas, coco e hortelã (7,90€); o peito de frango grelhado com chipotle (7,90€); ou o tataki de atum com molho de ponzu e sésamo (7,90€).

Nas bowls, tem a de arroz com abacate, picles, abacaxi, cebola, gengibre, beterraba e maçã (7,90€); a de rúcula com espinafres, abacate, cogumelos, beterraba e tomate cherry (7,90€); ou a de quinoa, picles, abacaxi, coentros, beterraba e molho de sésamo (9€).

Já para partilhar há o alho francês assado no forno com especiarias e sésamo (5€), o húmus de beterraba (5€), ou a batata doce com ketchup de beterraba, aioli e coentros (5€). Os sumos naturais também fazem parte das opções, bem como as sobremesas, todas preparadas sem açúcar refinado.

Tem, por exemplo, a tarte de banana com gengibre, chocolate e frutos silvestres (4,50€); ou a bolacha de cacau com sal e sem glúten (4€).

Há sugestões para partilhar.

A abertura do Honest Greens nesta altura de pandemia insere-se na campanha #plateforhome, criada pelo grupo de restauração da Plateform e que engloba outros espaços.

“Esta campanha tem como principal objetivo prestar um serviço à comunidade e não deixar cair a enorme rede de pequenos fornecedores e produtores nacionais com os quais sempre temos trabalhado e que contam connosco neste momento tão delicado. Não podemos parar, pela nossa empresa, mas acima de tudo por todos os que de nós dependem”, explica Rui Sanches, o CEO da Plateform.

O Honest Greens vai estar aberto todos os dias entre o meio-dia e as 22 horas.