NiTfm live

restaurantes

Estas são as sardinhas mais alternativas de Lisboa

Tem um mês para comê-las na brasa em tudo o que é arraiais na cidade. Mas há ainda opções muito criativas e cheias de sabor.
Este niguiri é qualquer coisa.

Estamos no mês dos Santos Populares e em Lisboa não faltam arraiais com sardinha assada. Comem-se no prato com batatas e salada ou em cima de uma fatia de pão — e com um guardanapo ao lado, pois está claro. Na cidade são também vários os espaços que usam o peixe da época para apresentarem sugestões muito alternativas.

É o caso, por exemplo, do niguiri de sardinha. É um prato de autor do chef Filipe Rodrigues, que o criou ainda quando estava no Sea Mea. Este ano abriu a Taberna do Mar, na Graça, e levou a sugestão com ele. O peixe é levemente braseado e colocado sobre uma dose de arroz.

Também mais asiática é a proposta do Big Fish. O restaurante abriu no Cais do Sodré e só tem no menu as típicas poké bowls, mas na versão mais japonesa. Até 30 de junho, vai estar disponível o poké de sardinha com tomate cherry e broa de milho crocante.

Em Campo de Ourique abriu o BBQcome, um espaço com barbecue coreano. Aqui cada pessoa faz o prato à mesa numa chapa quente. Um dos peixes que pode pedir é a sardinha. Acompanhe com um dos variados molhos disponíveis.

Carregue na galeria para conhecer melhor estas opções alternativas de sardinha.