Restaurantes

Droop: o novo restaurante do Porto está cheio de vinhos e petiscos

São 40 referências, todas nacionais, para pedir à mesa com tapiscos, pratos de carne, sugestões peixe e vegetarianos.

A carta tem muitas sugestões/Foto de Hugo Sousa.

Isabel Martins nunca pensou abrir um espaço próprio, mas foi por iniciativa dos amigos que decidiu avançar. “Sempre gostei muito de cozinha e de beber um bom vinho. Daí a ter abrir um restaurante estava longe. Os meus amigos sempre me disseram que devia avançar”. Foi assim que nasceu o Droop, o novo restaurante do Porto.

Abriu no final de julho e a Isabel Martins juntou-se a amiga Marlene Braga. Não têm empregados, são as duas responsáveis que servem às mesas e preparam os petiscos — que estão na carta como tapiscos, uma mistura entre tapas e petiscos. Aqui entram o camembert com maçã e crocante (5€), o salteado de chouriço com ovo escalfado (4,50€), os peixinhos da horta (4,50€), pimentos padrón (3,50€), a brusqueta de  sardinha (4,50€) ou as tábuas de enchidos e queijos (9€).

Tudo boas opções para um final de tarde perfeito no Porto que fica ainda melhor com um copo de vinho. Nesta carta existem 40 referências, todas nacionais, e muitas a copo (desde 2,50€). Preparam ainda sangrias de vinho branco e tinto, mas também de espumante e frutos vermelhos (a partir de 13€).

Além dos petiscos, os vinhos também podem acompanhar um dos pratos do menu, já que o Droop funciona também como restaurante — apesar da maioria das pessoas passar por lá para petiscar. O bacalhau confitado com broa ou queijo da serra (16,50€) e o folhado de salmão com manteiga de ervas (14€), são algumas das sugestões de peixe. Nas carnes há bife wellington (18,50€) ou naco de novilho que dá para duas pessoas (26€). Para os vegetarianos há tagliatelle com legumes grelhados (9,50€).

O novo restaurante esteve em obras durante dois meses e deixou alguns dos elementos da decoração antiga, como os azulejos na parede que denunciam o anterior projeto que ali serviu, a Minhota. Tem capacidade para 30 pessoas, algumas das quais se podem sentar na pequena esplanada.

Os pais de Isabel Martins sempre tiveram cafés e restaurantes, mas nunca chegou a trabalhar neles. Já esteve em projetos em Leça da Palmeira e no Porto, antes de abrir o primeiro negócio próprio.

Quem manda nisto tudo?

Nome: Isabel Martins
Idade: 45 anos
Formação: secundário
O prato favorito: “Gosto de tudo desde que seja caseiro”
Maior guilty pleasure: batatas fritas
Convença-nos a visitar o seu espaço: “Somos nós próprios, muito naturais e com atendimento sempre simpático”.

Carregue na foto para conhecer melhor o novo Droop.

localização, contactos e horários

morada
  • Droop [ver mapa]
    Rua Elisio de Melo, 29/31, 4000-196 Porto

    4000-196
    localização
    Porto
site e redes sociais
horários
  • Das: 16:00
  • Às: 23:00
  • Sexta e sábado até: 23:59
  • Fecha segunda
Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo