NiTfm live

Restaurantes

Bota Sal: a nova cervejaria de Lisboa veio da Comporta

Fica na Estrela e é dos mesmos donos do Restaurante Sal. Abriram o novo espaço no sítio onde sempre viveram — e numa tasca que frequentavam quando eram adolescentes.

A decoração do Bota Sal é inspirada no mar

O Restaurante Sal, na Comporta, é um dos melhores espaços do mundo para comer e beber na praia. Pelo menos foi o que acharam os leitores da “Condé Nast Traveller” no verão de 2015, quando atribuíram o prémio ao espaço. O restaurante e bar, inaugurado em 2012 e especializado em peixe e marisco, tem tido tanto sucesso que os quatro sócios decidiram abrir outro espaço em Lisboa, onde vivem desde sempre.

Assim nasceu a 1 de março o Bota Sal, o novo restaurante da Estrela. O Sal veio do espaço da Comporta, o Bota é uma herança da tasca que ali estava — a Bota Velha, que fechou em dezembro de 2016, depois de 43 anos em atividade.

“É um sítio onde fomos muito durante a nossa adolescência e pelo qual tínhamos um carinho muito grande”, diz à NiT um dos sócios e gerente, Vasco Hipólito, de 46 anos.

Estavam à procura de um local em Lisboa onde pudessem expandir o negócio. A notícia de que “o senhor Augusto da Bota Velha se ia reformar e vender o restaurante” foi uma oportunidade que não queriam desperdiçar. “Em 15 dias, tínhamos ficado com o espaço.”

Ao contrário da gastronomia exclusivamente marítima que se serve à mesa do Restaurante Sal, o Bota Sal é uma cervejaria que tem mais pratos de carne. Pica pau (12€), febras do lombo na frigideira (9€), prego (7,50€), Bota bife com molho especial e batatas fritas (14€) ou hambúrguer com batatas fritas (8,50€) são alguns dos pratos da ementa.

Para entradas, há salada de polvo (9,50€), anéis de lulinha e aioli (14€), brincos de lulinha à algarvia (11€) ou concha de marisco (4,50€). A carta tem várias cervejas, sangrias, licores, rum, gin, vodkas, tequila e whiskys, entre vários cocktails.

Os peixes grelhados do Sal nunca chegaram a sair da Comporta. “Era a nossa ideia, mas aqui não temos um grelhador a carvão. Adaptámo-nos mais ao espaço do que o adaptámos a nós.”

Também há salada de espargos verdes e alcachofras (12€), camarão ao alhinho (12,90€), amêijoas à Bulhão Pato (16€) ou berbigão ao natural (12,50€). Da carta do Restaurante Sal só veio a sopa de peixe com aioli e pão frito (11€) e o arroz de choco com tiras de bacon frito, coentros e aoli (16€). Há ainda uma seleção de marisco que varia consoante os dias.

Para terminar a refeição, há leite creme de alfazema (4,80€), semi frio de limão (4,80€) e chocolate com caramelo salgado (5,50€).

Vasco Hipólito e os seus sócios vivem todos na zona da Estrela e Lapa, onde também cresceram, e por isso tinham um carinho especial por aquele lugar. “O senhor Augusto conhece-nos desde sempre. Nos últimos meses, enquanto estivemos a fazer as obras, vinha visitar-nos e manteve a rotina que teve durante 43 anos. Também esteve cá no dia da inauguração.”

Como forma de homenagem, a palavra Bota manteve-se no nome do restaurante, assim como a montra onde está exposto o marisco. Tudo o resto, da decoração aos equipamentos de cozinha, foi alterado, em obras que duraram mais de dois meses. O espaço tem vários traços de decoração como se fosse um navio. Só abre aos almoços durante o fim de semana e está fechado às segundas e terças-feiras.

Carregue na imagem para conhecer o espaço e alguns dos pratos do Bota Sal.

localização, contactos e horários

morada
  • Bota Sal [ver mapa]
    Rua Domingos Sequeira, 38, Lisboa
    - Portugal
    localizações
    Lisboa, Campo de Ourique
site e redes sociais
horários
  • Fecha às segundas e terça-feiras
  • Quarta e quinta-feira
  • Das: 18:00
  • Às: 00:00
  • Sexta-feira
  • Das: 18:00
  • Às: 02:00
  • Sábado
  • Das: 12:00
  • Às: 02:00
  • Domingo
  • Das: 12:00
  • Às: 00:00

ficha técnica

intervalo de valores
Entre 10€ e 20€