NiTfm live

gourmet e vinhos

Guaraná vai deixar de ser vendido em garrafas de plástico

Até 2025, a cervejaria brasileira responsável pela marca tem como objetivo acabar com a utilização de materiais poluentes.
Há a versão grande, mas também de meio litro.

Durante os próximos anos, vai deixar de encontrar nos supermercados as garrafas de litro e meio da Guaraná. A cervejeira Ambev, responsável por esta e outras marcas no Brasil, vai eliminar todas as embalagens de plástico do seu portfólio. O objetivo é acabar com este tipo de artigos até 2025.

Segundo o site “Hypeness”, a Ambev já está a criar parcerias com outras empresas e universidades para desenvolver embalagens inovadoras para distribuir os vários produtos. Atualmente, 18 por cento dos artigos da cervejeira são refrigerantes e por isso usam este tipo de material.

A ValGroup, uma das maiores produtoras de embalagens plásticas recicladas, a ANCAT, Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis, e a UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, são algumas das instituições com que estão a trabalhar.

Em 2018, grande parte das embalagens usadas já eram provenientes de materiais reciclados. Agora a meta é eliminar o plástico a 100 por cento.