NiTfm live

gourmet e vinhos

Fruta Feia já evitou que 2 mil toneladas de alimentos fossem para o lixo

O projeto fez seis anos e colabora com mais de 230 agricultores. Todas as semanas entrega produtos que iam ser deitados fora.
Há cabazes todas as semanas/Foto de Fruta Feia/Facebook.

A Fruta Feia arrancou em 2013 e teve logo bons resultados. Nessa altura, conseguia retirar 400 quilos de comida do lixo todas as semanas. Seis anos depois, os números são ainda mais impressionantes: duas mil toneladas de frutas e legumes não foram desperdiçados devido a esta iniciativa ao longo deste período. Hoje em dia, mais de 230 agricultores colaboram com este projeto que já produziu um lucro de um milhão de euros com produtos que não iam chegar aos comuns canais comerciais pela sua aparência feia.

“É um modelo que funciona e que conseguiu, baseado na responsabilidade do consumidor, salvar duas mil toneladas (…) Já não é só uma ideia, só uma vontade de alguém de fazer alguma coisa para contrariar o desperdício alimentar”, disse à Lusa Isabel Soares, a mentora do projeto, aqui citado pelo “Vida Extra”, do “Expresso”.

Isabel Soares explicou ainda que grande parte desta fruta que não era aproveitada fica nos solos a apodrecer e, com isso, emite gases de estufa. A Fruta Feia também ajudou na redução dessas emissões para a atmosfera nos últimos seis anos.

Cerca de um terço das frutas, legumes e vegetais que não são aproveitados por supermercados são procurados por este projeto que os vende em várias cidades do País em forma de cabazes. Muitos não têm o aspeto ou o calibre certos para chegarem às grandes superfícies.

Todas as semanas há entregas em várias cidades.

Existem mais de dez postos de venda da Fruta Feia. Às segundas-feiras, existem cabazes nos Anjos e Telheiras, em Lisboa; e em Matosinhos. Às terças, estão no Rato (Lisboa), Vila Nova de Gaia e Almada. Às quartas chegam ao Porto, à Amadora e ao Mercado de Santa Clara. No dia seguinte é a vez da Parede e da Guarda. As seleções são de 3 e 4 quilos (3,50€), ou de 6 a 8 quilos (7€).

As opções variam todas as semanas, mas os produtos são sempre da época.