gourmet e vinhos

Era uma estação de comboios, vai ser uma fábrica de chocolate

A antiga estação de Montemor-o-Novo será transformada no espaço mais doce do País.

O Alentejo vai ser o paraíso do chocolate.

Pela estação de Montemor-o-Novo, no distrito de Évora, já passaram comboios, mas também muita música — o espaço foi desativado em 1988 e funcionou como discoteca no início dos anos 90. Depois das carruagens e dos altos decibéis, o edifício vai agora ser transformado numa uma fábrica de chocolate.

A iniciativa é do chef chocolateiro António Melgaço que vende os seus bombons em várias lojas do Porto, Fundão e Lisboa. Segundo o “ Jornal de Negócios”, que cita a Lusa, as obras do novo projeto deverão arrancar ainda durante este mês de fevereiro.

A fábrica irá importar favas de cacau e produzir chocolate o ano inteiro. Segundo o chef, este é o primeiro projeto do género a abrir em Portugal. Por ano o espaço terá capacidade para produzir 100 toneladas de chocolate.

A fábrica vai resultar de um investimento de 1,8 milhões de euros. 75% desse valor será atribuído pelo programa comunitário Alentejo 2020. O projeto já está em fase de testes. Os tipos de cacau usados na fábrica vão chegar de Machu Picchu e Piura, no Peru.

No site do chef chocolateiro pode encomendar alguns dos bombons que ele produz, como a receita de ganache e azeite, de chocolate negro e azeitona preta, praline crocante com gengibre, leite e anis ou com cerejas do Fundão.

A antiga estação de comboios/Foto de Nuno Veiga/SIC

localização, contactos e horários

site e redes sociais